Boletim de informações COVID-19 n° 35 Tatuí, 01 de abril de 2020 - 16h

73
NOTIFICAÇÕES
60
SUSPEITOS
7
DESCARTADOS
6
CONFIRMADOS

Fonte: Prefeitura de Tatuí

domingo, 28 de dezembro de 2014

Censo sobre pomares de laranja é realizado na região

Do G1- Um estudo para apontar a capacidade de produção de laranjas está sendo realizado na região de Tatuí. O resultado da Pesquisa de Estimativa de Safra (PES) servirá de base para o trabalho de estimativa de safra de laranja. Na região, as visitadas têm ocorrido em propriedades produtores de laranjas nos municípios de Angatuba (SP), Arandu (SP), Avaré (SP), Buri (SP),Campina do Monte Alegre (SP), Capão Bonito (SP), Guareí (SP), Itaí (SP),Itapetininga, Paranapanema (SP) e Tatuí.

O trabalho é feito pelo Fundo de Defesa da Citricultura (Fundecitrus). O censo irá gerar informações confiáveis sobre a dimensão da citricultura e que irá conhecer os detalhes da produção de citros do estado de São Paulo e Triângulo Mineiro, a principal região citrícola do Brasil, responsável pela maior produção de suco de laranja do mundo. Agentes da PES faz a medição de área e apurar espaçamento entre as plantas e o número de árvores produtivas, improdutivas.

Até fevereiro de 2015, 30 agentes irão fazer a medição de todos os talhões do cinturão citrícola. As informações serão balizadas por imagens coletadas por satélite entre maio e outubro deste ano, de alta resolução, que possibilita identificar as árvores nos pomares. Um programa de computador irá colaborar com os cálculos do número de plantas por região. O levantamento foi iniciado em novembro irá passar por cerca de 500 municípios. Até o momento foram mapeados 67.375 hectares de citros, em 43 municípios.

Estimativa de safra
O censo do parque citrícola irá servir de base para o trabalho de estimativa de safra de laranja, que será feita por amostragem, com árvores sorteadas de acordo com variedade, região e idade. As plantas serão derriçadas, ou seja, terão os frutos colhidos antecipadamente, com autorização do citricultor, que será reembolsado pelos frutos colhidos.

A estimativa oficial de safra será divulgada no mês de maio, com reestimativas em setembro e novembro. A partir de 2016, haverá uma estimativa prévia em fevereiro. Mais informações sobre a metodologia da pesquisa e identificação dos agentes do Fundecitrus podem ser obtidas nosite do Fundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário