Boletim de informações COVID-19 n° 35 Tatuí, 01 de abril de 2020 - 16h

73
NOTIFICAÇÕES
60
SUSPEITOS
7
DESCARTADOS
6
CONFIRMADOS

Fonte: Prefeitura de Tatuí

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Banco de Alimentos de Tatuí distribui quatro toneladas de alimento a 28 entidades

Em 2014, 422 toneladas foram entregues – Número de famílias atendidas passou a 320

O Banco de Alimentos de Tatuí fechou 2014 distribuindo quatro toneladas de alimentos para 28 instituições filantrópicas do município. Gestores das entidades participaram de um café da manhã, na última quinta-feira, 18, que marcou o encerramento das atividades do ano. 

A distribuição de frutas, verduras, legumes, hortaliças – e outros tipos de alimento frequentemente incorporados às cestas – acontecem semanalmente desde que a gestão do equipamento passou a ser gerida pelo Departamento de Bem Estar Social e Cidadania, que dedicou as primeiras ações à revitalização do prédio e ampliação na capacidade de arrecadação e distribuição às famílias cadastradas. 

Atualmente, o Banco de Alimentos distribui, em média, oito toneladas semanais para 28 instituições filantrópicas, além de atender também a 320 famílias. Os alimentos são adquiridos através de convênios com o Governo Federal, por meio de parceria com a Cooperativa de Pequenos Agricultores, doações de supermercados e arrecadações em eventos. 

Em 2014, até o final de novembro, a entidade atingiu a marca de 422 toneladas de alimentos doados. Outro número importante é o aumento de famílias atendidas. “No inicio de 2013, eram apenas 170 famílias. Nossa meta é chegar até o final deste mandato a 400 famílias atendidas e, assim, zerar a fila de espera para este auxilio”, explica o coordenador do Banco de Alimentos, Dácio Vieira de Camargo Neto. 

O Banco conta com uma assistente social que faz visitas periódicas às famílias atendidas para coletar informações sobre as necessidades nutricionais da família. Os dados coletados pela assistente são encaminhados à nutricionista da Prefeitura que elabora a cesta de alimentos de acordo com a necessidade dos integrantes de cada família. Há ainda cestas emergenciais, para famílias que não estão cadastradas, mas que necessitam de auxílio comprovado pelo Departamento de Bem Estar Social e Cidadania. 

Para o prefeito José Manoel Correa Coelho, os números consolidam o crescimento da entidade, que passou por uma fase de expansão em caráter físico e administrativo. “É um dos orgulhos da nossa administração. O número de famílias atendidas quase dobrou. Tudo isso é fruto de toda a reformulação e revitalização da entidade, que agregou parcerias e novos colabores”, finalizou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário