Nosso Jornal Online

Tatuí, 


domingo, 28 de outubro de 2018

Câmara de Tatuí rejeita moção de apoio ao ministro Celso de Mello











A Câmara Municipal de Tatuí rejeitou, na sessão de terça-feira, dia 23, uma Moção de Apoio apresentada pelo vereador Eduardo Dade Sallum (PT) ao Supremo Tribunal Federal, na pessoa do ministro tatuiano Celso de Mello, em face das declarações do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL), gravada em vídeo ainda no primeiro turno, de que, se a Corte quiser impugnar a candidatura de seu pai, Jair Bolsonaro, teria  que "pagar para ver o que acontece" e que "se quiser fechar o STF [...] manda um soldado e um cabo."

O ministro Celso de Mello, em declaração ao jornal Folha de São Paulo, no dia 22, classificou a declaração como "além de golpista, mostra bem o tipo (irresponsável) de parlamentar, cuja atuação no Congresso Nacional, mantida essa inaceitável visão autoritária, só comprometerá a integridade da ordem democrática e o repeito indeclinável que se deve ter pela supremacia da Constituição da República".

No entanto, com apoio de apenas sete vereadores, a moção de apoio foi rejeitada. Segundo o assessor parlamentar Kelvin Joelmir de Morais, esta é "a primeira vez na história [do legislativo local] que uma moção endereçada a uma grande personalidade nascida na cidade é rejeitada"


Nenhum comentário:

Postar um comentário