Nosso Jornal Online

Tatuí, 


terça-feira, 23 de outubro de 2018

Banda Sinfônica faz concerto gratuito nesta quarta

Grupo apresenta obras de Edson Beltrami com regência do próprio autor


A Banda Sinfônica do Conservatório de Tatuí volta ao palco do Teatro Procópio Ferreira nesta quarta-feira, dia 24, às 20 horas. O repertório traz, entre outras, obras do maestro tatuiano Edson Beltrami, que serão regidas pelo próprio compositor. A entrada é gratuita.

O concerto começa com “Animalia Suite”, música escrita por Edson Beltrami em 2012. Segundo ele, a obra traz combinações inusitadas de seres, imaginando a interação entre eles. Tem forte inspiração no impressionismo, onde o que importa não é a representação do objeto e, sim, a reação que se tem diante dele. “Não se busca imitar o objeto ou seu som – apesar de isso ocorrer na obra – mas sim, fazer uma música que resulte em um sentimento similar ao que o expectador tem frente ao objeto. A Suíte, com cinco movimentos, termina com os humanos, com estrutura musical baseada na idade média, para então voltar à pureza dos outros animais”, descreve.

O programa segue com “Hammersmith – Preludio e Scherzzo para Banda, op. 52”, de Gustav Holst. Sabe-se que, em 1930, o compositor foi contratado para escrever uma peça para a BBC Military Band. O próprio Holst disse que Hammersmith era “resultado de longos anos de familiaridade com a multidão em mudança e o rio em mudança”. O "Prelúdio" supostamente representa o rio que atravessa essa área, um rio que, segundo ele, "segue seu caminho sem ser notado e despreocupado". Para Beltrami, isso é igualmente verdade em relação a grande parte da música de Holst durante o período. “Holst também fez uma versão de Hammersmith para orquestra. Foi esse arranjo que estreou em 1931, e muitas pessoas realmente vaiaram no final de Hammersmith. Vale a pena mencionar que a versão original para banda não foi estreada até 1954, exatamente vinte anos após a morte de Holst”, cita o maestro.

A terceira obra do repertório é comissionada ao arranjador Hudson Nogueira pela própria solista, Valquíria Porciúncula. “Celebrando Chiquinha Gonzaga” é baseada em três temas de Chiquinha Gonzaga: “Lua Branca”, “Sonhando” e “Gaúcho – O Corta Jaca”. Melodia de doçura inigualável, exige do solista a utilização de três instrumentos da família dos oboés: oboé d’amore, o corne-inglês, e o próprio oboé.

A Banda Sinfônica encerra o concerto com a Polca “Tatuí”, composta por Edson Beltrami em 2015. “Não é uma obra séria. Ao contrário, se utiliza de recursos orquestrais que permitem ao compositor evocar a todo momento uma certa ironia, comicidade e acidez. É composta de alusões a algumas formas musicais tradicionais como o dobrado e a valsa”, explica o autor.

Edson Beltrami é formado em Flauta Transversal no Conservatório de Tatuí, vencedor de mais de uma dezena de concursos e tem sólida trajetória como solista e regente. Desenvolve, também, intensa carreira como compositor, sendo suas obras editadas e publicadas nos EUA. Foi um dos criadores e regente por 20 anos da Orquestra Sinfônica Jovem do Conservatório de Tatuí, dirigiu inúmeros grupos e atualmente é responsável pela Orquestra Sinfônica do Conservatório de Tatuí. É o regente convidado do concerto desta quarta-feira.

Apoio cultural – O Conservatório de Tatuí tem apoio cultural de CCR SPVias e Coop.

SERVIÇO
Banda Sinfônica do Conservatório de Tatuí
Edson Beltrami, regente convidado
Data: 24 de outubro, quarta-feira
Horário: 20h00
Local: Teatro Procópio Ferreira
Rua São Bento, 415, Centro, Tatuí-SP
Entrada gratuita

Nenhum comentário:

Postar um comentário