Boletim de informações COVID-19 n° 125 Tatuí, 01 de junho de 2020 - 11h

157 CONFIRMADOS
117 RECUPERADOS
10 ÓBITOS
21 SUSPEITOS
1 ÓBITOS SUSPEITOS

Fonte: Prefeitura de Tatuí

segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Mãe se encontra com bombeiro que salvou criança engasgada em Tatuí

Do G1- Cristiane Marques de Oliveira, mãe do bebê que se engasgou com leite materno na noite de terça-feira (11), se reuniu com o bombeiro que deu orientações por telefone e que salvaram a criança. O encontro foi gravado por uma equipe da TV TEM em Tatuí. “Eu queria encontrá-lo no mesmo dia, mas não foi possível. Agora vamos manter contato e amizade daqui para frente”, afirmou a mãe de Lohan, que nesta segunda-feira (17) completa 46 dias de vida.

Durante o encontro, realizado na casa da família na sexta-feira (14), o cabo da corporação Sandro Rogério Gregório, que atendeu a solicitação, ressaltou a alegria em poder ajudar a família. “Fiquei emocionado, pois é muito gratificante ajudar uma pessoa do outro lado da linha, ainda mais quando é uma criança que tem tudo pela frente. Estou feliz com isso”, destacou.

 O pequeno Lohan teve refluxo e se engasgou com o leite materno até ficar roxo, segundo a mãe. Ao perceber a gravidade da situação, a avó da criança ligou para o Corpo de Bombeiros para pedir por socorro. O bombeiro atendeu a ligação e orientou o procedimento correto para salvar o bebê.

Segundo Gregório, essa não foi a primeira vez em que se deparou com este problema. “O primeiro engasgamento que vivenciei foi com meu próprio filho. Minha esposa estava amamentando e ele acabou se engasgando com o leite. Ela entrou em desespero e me ligou, assim que cheguei a casa executei a técnica correta e consegui salvar a vida dele”, revela.

O procedimento adequado é ensinado pelo tenente Clóvis Michelini. “O primeiro passo é verificar se a criança realmente não está respirando. Feito isso, deve-se observar se há algum objeto ou alimento na boca. Caso tenha algo e não seja possível retirar o material manualmente, recorre-se ao tamponamento, onde o adulto deve colocar os dedos indicador e médio no queixo da criança, que precisa estar apoiada sobre o antebraço e virada de bruços, e executar cinco movimentos de força moderada nas costas do bebê”, explica o tenente.
(Foto: Reprodução/TV TEM)

Nenhum comentário:

Postar um comentário