Nosso Jornal Online

Tatuí, 


sexta-feira, 17 de julho de 2015

Santa Casa terá nova gestão a partir de segunda-feira

A Santa Casa de Misericórdia de Tatuí terá gestão compartilhada a partir de segunda-feira, dia 20. O anúncio foi feito nesta sexta-feira, 17, em coletiva de imprensa concedida no Paço Municipal pelo prefeito Manu, pela provedora da Santa Casa, Nanete Walti, e pelo Frei Bento Aguiar, da empresa São Bento Saúde, nova parceira na gestão do único hospital da cidade que atende pelo SUS. O Hospital Unimed atende seus conveniados. O contrato deverá ser assinado ainda hoje ou na segunda-feira. Dentro de noventa dias. a São Bento deverá apresentar todo o plano de recuperação. A Prefeitura deverá formar uma comissão municipal de acompanhamento dos trabalhos.

Frei Bento ficou bem impressionado com o aporte de recursos municipais ao hospital. "A prefeitura de Tatuí é responsável por 70% dos recursos da Santa Casa, isso não existe em lugar nenhum. O município está fazendo a sua parte", afirmou logo no início de seu discurso. A São Bento Saúde quer implantar no hospital uma política de austeridade nos gastos: "é como se faz em casa, o que eu ganho é o que eu gasto", afirmou. A Santa Casa terá que abrir uma nova porta de entrada para o hospital, além do Pronto Socorro, que é gerido pelo município, para fomentar o atendimento de convênios. "Num primeiro momento, disse Frei Bento, faremos um estreitamento no relacionamento com os fornecedores, o corpo clínico e o quadro de funcionários," Dentro de uma semana, o novo gestor deverá anunciar a solução para o Banco de Sangue, que deixou de coletar porque seu equipamento está sucateado. O prazo foi definido em entrevista exclusiva ao DT.

A provedora Nanete Walti se declarou confiante de que o contrato "deixará a Santa Casa muito melhor". O prefeito Manu acredita que a solução encontrada foi melhor do que a intervenção municipal, como muitos indicavam. 

A São Bento Saúde também está presente na recuperação das santas casas de Aparecida e Barretos. Em Aparecida, segundo Frei Bento, o hospital não tinha mais crédito para "comprar um pé de alface". Aqui a situação é mais confortável, disse. Em Barretos, a empresa está há apenas seis meses e o salário dos médicos ainda está com dois meses de atraso, o que levou a empresa a buscar um empréstimo junto à Caixa Econômica Federal. Em Tatuí, 70% das despesas da Santa Casa também é com o pagamento dos médicos.

Estiveram ainda presentes na coletiva o vice-prefeito e secretário municipal da Infraestrutura, Vicente Menezes, os vereadores Antonio Marcos de Abreu, Eduardo Perbelini, Rosana Nochele Pontes e Dione Batista e a diretora de Saúde, Vera Lúcia das Dores.

Crédito Foto
Comunicação Tatuí - Evandro Ananias    

Nenhum comentário:

Postar um comentário