Nosso Jornal Online

Tatuí, 


sexta-feira, 24 de julho de 2015

Festa do Doce deve ser avaliada na segunda-feira

Na segunda-feira, 27, os expositores da 3ª Festa do Doce de Tatuí se reunirão para uma reunião de avaliação, juntamente com o prefeito José Manoel Correa Coelho, Manu, o diretor de Cultura e Desenvolvimento Turístico, Jorge Rizek, e do deputado estadual Edson Giriboni, autor do projeto transformado em lei que incluiu o evento no Calendário Turístico Oficial do Estado de São Paulo. A ideia é projetar a edição do próximo ano e traçar estratégias de crescimento da Festa.

A terceira edição do evento foi mais uma vez sucesso de público e de crítica. Durante três dias, a Festa do Doce atraiu mais de 70 mil pessoas, na Praça da Matriz. A abertura oficial do evento aconteceu na sexta-feira e contou com a presença especial da madrinha da festa, a atriz Vera Holtz.

Foram 54 estandes, com mais de 200 tipos diferentes doces, divididos em sete segmentos: doces finos; chocolates; bolos e tortas; churros, crepes e pastéis; doces de festa e sobremesa, doces tradicionais e artesanais; e bebidas, mais uma oficina de cupcakes destinadas às crianças e 36 horas de apresentações musicais de diversos estilos no Festival “Com Açúcar e com Afeto”, novidade deste ano.

No último dia, o público pode conhecer o padrinho da festa, o chef de cozinha Lucas Corazza, um dos integrantes do programa Que Seja Doce, do canal GNT. No meio culinário, ele é conhecido por suas sofisticadas esculturas de chocolate.

De acordo com o diretor de Cultura e Desenvolvimento Turístico, Jorge Rizek, a festa superou todas as expectativas. “Foi lindo ver a praça lotada todos os dias. A alegria do público e principalmente dos doceiros estavam estampadas nos rostos. Ainda não foram concluída a contabilização de dados sobre as vendas, mas pelo grande movimento e fluxo de pessoas temos certeza que o evento foi muito proveitoso para os expositores”, completou.

Já o prefeito Manu lembrou do reflexo positivo que a Festa do Doce trouxe a economia no local. “Tivemos hotéis e restaurantes lotados. Comércio aquecido. As vendas de matérias primas como leite, ovos e frutas também cresceu. Com tudo isso, a cidade arrecadou mais e nesse momento de dificuldade nacional, a crise passou pela Castello Branco e pela Raposo Tavares mas não chegou a Tatuí. Esse evento é mais que uma festa é um estímulo ao empreendedorismo”, finalizou.

Calendário Oficial - Desde o dia 1º de julho, a Festa do Doce está incluída no Calendário Turístico Oficial do Estado de São Paulo, graças a um projeto de lei do deputado Edson Giriboni (PV), aprovado pela Assembleia Legislativa e sancionado pelo governador, com a criação da lei 15.844.

Nenhum comentário:

Postar um comentário