Boletim de informações COVID-19 n° 305 Tatuí, 27 de novembro de 2020, sexta-feira - 11h00h

3874 CASOS CONFIRMADOS VÍRUS SARS-COV-2
3709 PACIENTES RECUPERADOS
86 ÓBITOS CONFIRMADOS
79 INFECTADOS EM TRATAMENTO
27,14 MÉDIA MÓVEL INFECTADOS / DIA

Fonte: Prefeitura de Tatuí

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Vereadores aprovam reajuste do IPTU em sessão extraordinária em Tatuí

Do G1 Itapetininga e Região

Foi aprovado nesta segunda-feira 30, pela Câmara de Vereadores de Tatuí, o projeto de lei do poder Executivo que prevê o reajuste no Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU). A aprovação foi feita durante sessão extraordinária.

A sessão durou pouco mais de cinco minutos. O projeto que eleva em 25% o imposto recebeu 11 votos a favor e cinco contrários.

De acordo com a prefeitura, o percentual a ser incluído no carnê do IPTU vai depender da localização e da classificação de cada imóvel. O município é dividido em dez zonas, e as construções são classificadas em cinco categorias. A base de cálculo de cada uma delas é feita sobre o número de metros quadrados.

De acordo com a secretária da Fazenda de Tatuí, Lílian Maria Grando Camargo, a mudança deve tornar o pagamento do imposto mais justo. "O metro quadrado do município estava muito defasado, então, consequentemente, o IPTU também estava defasado", diz.

Para os moradores, o assunto não trouxe satisfação. Para a auxiliar de serviços gerais Conceição Araújo de Camargo, os impostos pagos já pesam no orçamento da família. Com o novo reajuste, os moradores ficam preocupados. “As famílias com menor poder aquisitivo são as que mais sofrem com essas medidas”, comenta.

A dona de casa Maria Cecília Sebastião da Silva também não concorda com o reajuste. “Para os moradores ficam cada vez mais complicado. A gente já está pagando tão caro e agora vai subir ainda mais. Fica difícil principalmente para as famílias que têm salários baixos. Como elas vão fazer?”, ressalta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PUBLICIDADE