Boletim de informações COVID-19 n° 124 Tatuí, 31 de maio de 2020 - 11h

157 CONFIRMADOS
117 RECUPERADOS
10 ÓBITOS
21 SUSPEITOS
0 ÓBITOS SUSPEITOS

Fonte: Prefeitura de Tatuí

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Grupo Circular Caxangá leva música instrumental autoral pelo Brasil



O Teatro Procópio Ferreira, do Conservatório de Tatuí, recebe na próxima quarta-feira, 2, o Grupo “Circular Caxangá”. O concerto será a partir das 20h30, com entrada franca.

O grupo está realizando apresentações com repertório brasileiro em universidades de vários estados brasileiros. O “Circular Caxangá” já passou por Natal, Petrolina, Curitiba e Campinas. Formado por professores, alunos e ex-alunos do departamento de música da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), - entre eles o saxofonista Leonardo Pellegrim, ex-aluno e ex-professor do Conservatório de Tatuí – o grupo dialoga com a cultura popular e com as novas tendências na música instrumental, promovendo o diálogo entre profissionais, músicos e educadores do grande público, departamentos de música e centros universitários; que, no caso brasileiro, ainda apresenta forte referência de uma estética da chamada música erudita. 

O projeto que promoveu esta circulação de shows, foi concebido por Sérgio Godoy e é uma realização da SIM Produções Culturais e Artísticas, além de contar com o incentivo do Funcultura, através da Secretaria de Cultura do Estado e da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe). 

A proposta busca revelar, difundir e valorizar a cultura popular, levando ao conhecimento de estudantes e pesquisadores obras inéditas de compositores pernambucanos. Além de divulgar a cultura pernambucana, a iniciativa vai oportunizar a valorização do patrimônio cultural e o tornará cada vez mais acessível.

Para esta programação, o grupo Caxangá apresentará, inicialmente, um repertório com ênfase em linguagens e temas que discorrem sobre aspectos históricos e estilísticos, característicos de três matrizes regionais: o maracatu nação, o frevo e a ciranda. Apresenta, ainda, novas composições de música popular instrumental com a formação de um quinteto com saxofone/flauta, guitarra, piano, baixo e bateria. 

O quinteto se dedica ao estudo da música instrumental brasileira, através de trabalho autoral.

Depois do Conservatório de Tatuí, em São Paulo, a próxima apresentação do Grupo será na Escola de Música da Universidade Estadual de Minas Gerais (29 de outubro). A turnê termina no Recife (ainda com data a ser confirmada). 

Sérgio Godoy (pianista e tecladista) - Pianista, compositor e arranjador é mestre em música pela Universidade de Campinas – UNICAMP (SP, Brasil). Pesquisador de matrizes da música popular brasileira, com ênfase nas tradições pernambucanas, e na obra de Moacir Santos. Atuou com importantes nomes da cultura local, tais como: Lia de Itamaracá, Sa Grama, Sérgio Cassiano e Antúlio Madureira, tendo como destaque participações no Montreux Jazz Festival, no Projeto Pixinguinha e no projeto SESC Instrumental/SP. Atualmente é professor da Universidade Federal de Pernambuco - UFPE (PE).

Leonardo Pellegrim (saxofonista e flautista) - Saxofonista e flautista é mestre em música pela Universidade de Campinas - UNICAMP (SP, Brasil), desenvolve trabalhos sobre a linguagem criativa/composicional da Escola Jabour & Hermeto Pascoal. É professor de saxofone no departamento de música da Universidade Federal de Pernambuco - UFPE (PE), e atuou como docente no CDMCC de Tatuí, e como saxofonista em diversos grupos em seis estados brasileiros, é diretor musical e regente do Lab. BigBand. 

Cesar G. Berton (guitarrista) - É bacharel e mestre em música pela Universidade de Campinas – UNICAMP (SP, Brasil). Desenvolve pesquisa sobre a improvisação como uma linguagem sistêmica e a aplica dentro do universo da docência e da performance. Já tendo atuado na Universidade Sagrado Coração - USC (Bauru/SP) e na Universidade Federal de Pernambuco, atualmente direciona seu trabalho para projetos pessoais como o da gravação de seu CD solo, pesquisas interdisciplinares e outras produções.

Miguel Mendes (baixista) - Baixista e compositor de trilhas é licenciando em Música pela UFPE. Formando no curso de contrabaixo elétrico do Conservatório Pernambucano de Música. Também é bacharel em Direito pela UFPE com estudos concentrados na temática dos Direitos Autorais e Internet. Atua em diversos projetos musicais em Pernambuco como o Circular Caxangá, a Bande Dessinée, a Orquestra Experimental de Frevo da UFPE (OEF), o Laboratório de Big Band da UFPE (LaBig), tendo contabilizado apresentações dentro e fora do Estado. Também trabalha com produção de trilhas sonoras, tendo recebido o Prêmio APACEPE de Teatro de Melhor Trilha de 2012 pela peça “Duas Mulheres em Preto e Branco”. Atualmente está em circulação nacional com a Bande Dessinée e com o Circular Caxangá.

Marcio Silva (baterista) - iniciou seus estudos de bateria no Conservatório Pernambucano de Música em 1997, com o professor Jediel Dutra. Em 2007, graduou-se em Música pela Universidade Federal de Pernambuco e desde 2005 leciona no Curso de Bateria do Conservatório Pernambucano. Atualmente trabalha junto a artistas e grupos de música popular em turnês e festivais, tendo participado de concertos pelo Brasil e pelo mundo. É integrante dos grupos Saracotia, Circular Caxangá, Nebulosa Quinteto e Fim de Feira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário