Nosso Jornal Online

Tatuí, 


quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Com novas pontes, região do Ribeirão do Manduca deixa de ser área de risco de alagamentos

Ponte 7 de Abril/Virgínio Montezzo

Ponte Santo Antonio/Gertrudes M. Conceição

Ponte Tamandaré/Nilzo Vanni

Ponte Deodoro/Emílio Haddad

A região do Ribeirão do Manduca deixou de ser área de risco de alagamentos a partir de 2012. Com o término das obras de revitalização de quatro pontes do Ribeirão do Manduca, as enchentes, comuns nesta época de verão em vários trechos do manancial, deixaram de existir.

A informação é do secretário de Obras e Infra-Estrutura, engenheiro Aleksander Chaves dos Santos, que também é o coordenador da Defesa Civil do município. As obras nestes quatro trechos do Manduca foram realizadas através de convênios com o Governo do Estado, conquistados pelo prefeito Luiz Gonzaga Vieira de Camargo.

As obras aconteceram nas pontes das ruas Santo Antonio, 7 de Abril, Marechal Deodoro e Tamandaré. Foram investidos aproximadamente R$ 555 mil (R$ 445 mil do Governo do Estado e R$ 110 mil do município) na construção das pontes.

Segundo o secretário, “a revitalização das pontes praticamente anulam os alagamentos pontuais provocados pelas chuvas. Isso porque as antigas pontes impediam a vazão da água quando havia uma grande precipitação”.

“São quatro pontes que, pela sua concepção, eram muito acanhadas. Elas represavam as águas em épocas de grande chuva”, relatou o secretário. De acordo com o engenheiro Aleksander, os maiores beneficiados pelas obras são os moradores das vilas São Paulo e Esperança, que ficam próximos ao Ribeirão do Manduca.

Nenhum comentário:

Postar um comentário