Boletim de informações COVID-19 n° 440 Tatuí, 11 de abril de 2021, domingo - 11h00h

9810 CASOS CONFIRMADOS VÍRUS SARS-COV-2
9283 PACIENTES RECUPERADOS
237 ÓBITOS CONFIRMADOS
290 INFECTADOS EM TRATAMENTO
77,71 MÉDIA MÓVEL INFECTADOS / DIA

Fonte: Prefeitura de Tatuí

terça-feira, 6 de abril de 2021

Empresa deve ajudar a Prefeitura na nebulização contra o mosquito da dengue em Tatuí

Grupo cederá insumos e Ecolife providenciará nebulização; ação atenderá de 12 a 15 bairros

Divulgação / Assessoria do vereador A . M. Abreu

06/04/2021 | Por iniciativa do vereador Antonio Marcos de Abreu (PSDB), o empresário Carlos Augusto Quevedo de Souza e grupo de amigos decidiram participar de uma nova etapa de nebulização na cidade contra o mosquito da dengue.

O grupo pretende ajudar o poder público aplicando “fumacê” em diversos bairros. A iniciativa visa reduzir a presença do mosquito transmissor da dengue, o Aedes Aegypti e, com isso, o número de pessoas contaminadas pela doença. Trata-se de uma ação focada no controle do vetor e do surto no município.

O acordo foi firmado em reunião realizada na Prefeitura na segunda-feira, 5. Participaram do encontro, além do empresário, o secretário municipal de Governo, Luiz Paulo Ribeiro da Silva, representando a prefeitura, e o vereador Antonio Marcos de Abreu. O vereador, que também é presidente da Câmara Municipal, tornou-se a ponte entre o Executivo e os amigos. Foi ele que procurou os empresários e propôs a colaboração..

“O grupo fará a doação de insumos e a empresa de Quevedo, a Ecolife, entrará com os equipamentos e a mão de obra para a nebulização”, conta o parlamentar em nota enviada pela assessoria de comunicação. Marquinho explica que conseguiu a aplicação de produtos de forma graciosa e que a realização da ação será possível com o estabelecimento dessa parceria com o Executivo.

A iniciativa, que é similar a uma “PPP” (parceria público-privada), vai focar nos bairros de maior incidência da doença. Embora a própria prefeitura reconheça que a dengue esteja presente em todas as áreas da cidade, Marquinho conta que, nesse momento, a nebulização será aplicada nas regiões que apresentam mais infectados. De 12 a 15 bairros devem ser beneficiados.

Na cidade, os casos confirmados passam de 10.100, representando mais da metade do registro no estado de São Paulo, que tinha até a semana passada 15 mil infectados. Além do aumento da procura por atendimento, o surto da doença interfere no combate ao coronavírus, obrigando a prefeitura a remanejar funcionários de unidades de saúde da zona rural para as da zona urbana.

Para dar conta do número de atendimentos da Covid-19, em março, a Santa Casa desativou o dengário que mantinha. Com isso, os atendimentos a pessoas com suspeitas ou sintomas passaram a ser feitos apenas nos postos de saúde.

“Além da nebulização, é importante que tanto a prefeitura como a população façam suas partes. O Executivo deve continuar com a operação cata-treco e a fiscalização para eliminação de criadouros, e os moradores, precisam evitar o acúmulo de água parada e manter os locais limpos”, diz o vereador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário