PUBLICIDADE

Boletim de informações COVID-19 n° 196 Tatuí, 10 de agosto de 2020, segunda-feira - 11h

1387 CONFIRMADOS
1307 RECUPERADOS
41 ÓBITOS
71 EM TRATAMENTO
23 HOSPITALIZADOS

Fonte: Prefeitura de Tatuí

quarta-feira, 1 de julho de 2020

Movimentos populares programam para esta quinta uma carreata pedindo justiça em caso de feminicídio

Manifestantes devem se reunir, em seus veículos, na  Estação Ferroviária Tatuí

02/07/2020 | Organizada por Movimento Popular Práxis e Núcleo Feminista Rosas da Revolução, uma carreata está programada para sair às 17h desta quinta-feira (02) da Estação Ferroviária de Tatuí, em homenagem a Adelaide Celma Paulina (ou Adelaide Remde Satel, conforme outro informante) e para pedir justiça, uma vez que o agressor está em liberdade provisória.

Leia abaixo o texto dos organizadores publicado em rede social.

JUSTIÇA PARA ADELAIDE CELMA PAULINA!

Adelaide era uma senhora de 72 anos, parteira em nosso município, muito querida e respeitada pela comunidade. Na última segunda-feira, sua vida foi ceifada após ser brutalmente agredida pelo ex-marido. Adelaide ficou cinco dias internada na UTI com fratura no braço e traumatismo craniano, mas não resistiu aos ferimentos.

Seu agressor, um homem de 52 anos, chegou a ser preso em flagrante por tentativa de homicídio qualificado (feminicídio), lesão corporal contra vizinhos que tentaram ajudar, e vias de fato contra enfermeiras que foram até o local tentar socorrer Adelaide. Com a morte, a polícia converteu a tentativa de homicídio em crime consumado.

O casal de vizinhos, que ouviu os gritos de socorro de Adelaide e pediu ajuda, teve carro e moto destruídos, além de também terem sofrido agressões. Já as enfermeiras, que estavam trabalhando na UBS do bairro quando escutaram os gritos e tentaram prestar socorro, foram impedidas pelo agressor.

O acusado, em audiência de custódia em Itapetininga, teve decretada a sua liberdade provisória e fugiu.

A indignação se faz, pois o agressor anda livremente por aí, tendo hoje paradeiro desconhecido. Num país onde uma mulher é morta a cada duas horas pela condição de ser mulher, convocamos a todos aqueles que se revoltam com notícias como essa a se juntarem a nós numa carreata pacífica, em homenagem à vida de Adelaide e exigindo a prisão preventiva do responsável.

Pedimos a todos que puderem comparecer, que permaneçam em seus veículos e cumpram com as medidas de segurança, dado o Coronavírus (uso de máscaras e álcool em gel).

DATA: Quinta-feira, 02 de julho
HORÁRIO: 17h
LOCAL DE PARTIDA: Estação Ferroviária de Tatuí (próximo à rotatória)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PUBLICIDADE