Boletim de informações COVID-19 n° 123 Tatuí, 30 de maio de 2020 - 11h

26 SUSPEITOS
0 ÓBITOS SUSPEITOS
153 CONFIRMADOS
117 RECUPERADOS
10 ÓBITOS

Fonte: Prefeitura de Tatuí

quinta-feira, 9 de abril de 2020

Teste descarta coronavírus em idoso velado com caixão aberto após confusão em Iperó

Familiares exigiram abertura do caixão e mais de 20 pessoas tiveram contato com o corpo mesmo com suspeita de coronavírus; resultado foi divulgado nesta terça-feira (7).

Por Mayco Geretti, G1 Sorocaba e Jundiaí, com edição do DT

O idoso de 82 anos estava se preparando para receber alta, quando teve uma piora repentina do quadro — Foto: Arquivo pessoal

07/04/2020 | O idoso de 82 anos que foi velado com caixão aberto em Iperó (SP), mesmo tendo a Covid-19 como causa suspeita da morte, teve o teste para Covid-19 negativo, segundo informou a prefeitura nesta terça-feira (7).

O velório do aposentado José Ferreira foi realizado num cemitério de Iperó depois dele morrer em um hospital da cidade vizinha de Boituva.

Apesar da Secretaria de Saúde de Iperó entrar em contato com o velório solicitando caixão lacrado em razão da suspeita de coronavírus, familiares do aposentado exigiram que o caixão fosse aberto e velaram o corpo por cerca de duas horas.

A confusão começou porque a Covid-19 não foi listada como causa provável no atestado de óbito feito por um integrante da equipe médica do Hospital São Luiz, onde o falecimento ocorreu. No documento aparecem como causas prováveis insuficiência respiratória a apurar com exame Swab/Orofaringe e doença de Parkinson.

Durante duas horas de velório, 11 filhos do aposentado, além de outros familiares e até desconhecidos ficaram perto do corpo em esquema de rodízio, respeitando o limite de 10 pessoas por vez na sala.

Érica de Campos Ferreira, filha do aposentado, afirmou ao G1 que a família decidiu abrir o caixão porque a Covid-19 não aparecia no atestado.

Além disso, a família teria confiado na informação que teria sido prestada por um médico do hospital de Boituva descartando a doença, mesmo com o idoso tendo sido mantido em isolamento desde sua internação em 20 de março.

Suspeita e quarentena foram mantidas

O resultado negativo para o teste realizado no idoso só foi divulgado pelo Instituto Adolfo Lutz e confirmado pela Prefeitura de Iperó nesta terça-feira 7.

Até então, a suspeita de morte por Covid-19 estava sendo mantida, assim como a orientação para que a família do aposentado e todas as pessoas que passaram pelo velório mantivessem isolamento por 14 dias.

Segundo a Secretaria de Saúde de Iperó, por mais que a Covid-19 não constasse no atestado de óbito, o fato do idoso ter registrado problemas respiratórios e ter sido mantido em isolamento o colocaram automaticamente como morte suspeita.

A Prefeitura de Iperó também informou, por nota, que embora a família tenha desobedecido as recomendações de segurança durante o velório, o recinto foi totalmente higienizado para a realização de ou outro velório que foi feito na sequência.

Entre as causas prováveis da morte o Hospital São Luiz, de Boituva (SP) não considerou a Covid-19 — Foto: Arquivo pessoal

Nenhum comentário:

Postar um comentário