Nosso Jornal Online

Tatuí, 

PUBLICIDADE


terça-feira, 6 de junho de 2017

Jazz Combo do Conservatório de Tatuí apresenta músicas de Rosa Passos

Concerto com cinco cantores convidados acontecerá no dia 8 de junho



Composições da baiana Rosa Passos são a atração do próximo concerto da Jazz Combo do Conservatório de Tatuí, no dia 8 de junho, quinta-feira. Para tanto, o conjunto do Conservatório contará com as vozes de cinco convidados, além da cantora titular Lucy B. A apresentação coordenada por Rodrigo Ursaia acontecerá no Teatro Procópio Ferreira, com início às 20h. Ingressos estão à venda por R$ 12 (R$ 6 meia entrada).

A apresentação especial com obras de Rosa Passos será repetida para alunos e professores no dia 13 de junho, uma terça-feira, às 12h, na cantina do Conservatório de Tatuí.

“Teremos o prazer e a honra de apresentar uma faceta menos conhecida da obra de Rosa Passos. Reconhecida internacionalmente como uma das principais intérpretes da música brasileira atual, Rosa é também uma compositora inspiradíssima e de uma sensibilidade única, e é isso que o programa do dia 8 pretende demonstrar”, afirma o coordenador.

A Jazz Combo fará a abertura com a peça “Superstition”, de Stevie Wonder (arranjo de Miguel Zenon). Nas demais obras, todas de Rosa Passos, os arranjos são de Rodrigo Ursaia. Em “Morada do Samba”, a voz será de Luciana Canizella; a cantora Ana Lessa participará do concerto na música “Dunas”; a obra “Verão” será executada por Lucy B.; a voz de Thaís Sanches será ouvida em “Samba sem Você”; em “Juras”, a Jazz Combo receberá Luciana Parejo; e André Segolin é o cantor convidado para “Pano pra Manga”.

Os seis cantores do concerto voltarão ao palco juntos para a obra de encerramento, “Samba com Pressa”, também de Rosa Passos e com arranjos de Rodrigo Ursaia.

Rosa Passos
Cantora, compositora e violonista, Rosa nasceu e viveu cercada de música na capital da Bahia, Salvador. Desde os cinco anos envolvida com música, Rosa já conquistou plateias nos Estados Unidos, na Europa e na Ásia.

Em 1972, sua composição “Mutilados” ganhou o primeiro lugar no festival da Universidade da Bahia. Seu primeiro álbum, “Recriação”, veio em 1979, junto com o compositor Fernando de Oliveira, parceiro de longa data. Em 1991, já baseada em Brasília, lança seu primeiro CD, “Curare”, contendo clássicos da MPB que incluem compositores como Tom Jobim, Ary Barroso e Carlos Lyra. Em 1996, lança o CD “Pano pra Manga”, solidificando desde então uma preciosa parceria com o grande violonista Lula Galvão, também de Brasília.

No total são 17 álbuns, o último sendo lançado em 2013, “Samba Dobrado”, com composições de Djavan e em homenagem ao próprio. Rosa tem uma vasta experiência no exterior, tendo se apresentado na América Latina, Europa, Ásia e Estados Unidos, também ao lado de grandes nomes da música mundial, como Ron Carter, Paquito D’Rivera, Yo-Yo Ma e Henri Salvador. Em 2006, Rosa se apresentou também em um show solo de voz e violão no palco do prestigioso Carnegie Hall/Zankel Hall, em Nova York, e, em 2008, recebeu o título de Doutora Honoris Causa pela reputada Berklee College of Music, em Boston, EUA.

Apoio Cultural – No ano de 2017, o Conservatório de Tatuí recebe apoio cultural da Coop – Cooperativa de Consumo e CCR SPVias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário