Nosso Jornal Online

Tatuí, 

PUBLICIDADE

ANUNCIE AQUI

Peça já seu orçamento
e-mail para publicidade@diariodetatui.com

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Conservatório de Tatuí promove o 9º Prêmio de Incentivo à Música de Câmara

São cerca de 150 grupos inscritos em três categorias e quatro participações especiais


O Conservatório de Tatuí realiza o 9º Prêmio de Incentivo à Música de Câmara. Serão sete dias de apresentações com entrada gratuita, de 26 de junho a 2 de julho, incluindo a fase preliminar, semifinais e finais. Há cerca de 150 conjuntos inscritos, de duos a octetos. Além deles, participarão quatro grupos de câmara especialmente convidados. A coordenação é de Míriam Braga.

O Prêmio de Incentivo à Música de Câmara é disputado nos níveis básico, intermediário e avançado. A fase preliminar acontece entre os dias 26 e 30 de junho, segunda até sexta-feira. Essas apresentações acontecem diariamente às 9h, 11h, 14h e 16h no Salão Villa-Lobos. Na primeira rodada, o júri será composto por professores da Área de Música de Câmara do Conservatório de Tatuí.

No dia 1º de julho, sábado, acontecerão as semifinais, no Teatro Procópio Ferreira. Haverá apresentações às 9h (nível básico), às 11h (intermediário) e às 14h (avançado). Já as grandes finais também serão no Teatro Procópio Ferreira, no domingo, dia 2, em horários semelhantes: 9h (nível básico), às 11h (intermediário) e às 15h (avançado). Às 19h haverá apresentação de um convidado surpresa e a divulgação dos vencedores. As finais e semifinais terão jurados convidados.

Segundo Míriam Braga, a principal premiação aos vencedores será a oportunidade de integrar a programação artística do Conservatório de Tatuí na temporada de 2018. “Vários grupos que venceram o Prêmio de Incentivo em 2016 estão brilhando agora, em 2017, na programação oficial da escola”, comenta a coordenadora.

Convidados especiais
A participação de convidados especiais terá início na segunda-feira, dia 26, com o Duo Ávila & Magalhães, formado pelos pianistas Andrea Nesi D’Ávila e Jonas Magalhães, do Rio de Janeiro. Eles se apresentarão às 19h no Salão Villa-Lobos. No repertório, a obra “Rapsódia Húngara N° 2”, de Franz Liszt.

O Quarteto Apollo, composto por Samuel Takehara (1º violino), Heitor Moizes Salesse (2º violino), Leonardo dos Santos (viola) e Alester Macleuz (violoncelo), será o convidado especial na terça-feira, dia 27, às 19h, também no Salão Villa-Lobos. Além de músicas de Wolfgang Amadeus Mozart e Osvaldo Lacerda, o grupo de alunos do Conservatório de Tatuí tocará “Kol Nidrei – Op. 47”, de Max Bruch e adaptação de Edson Lopes. A obra terá solo de violoncelo da professora Elen Ramos Pires e participação especial da harpista Giovana Sanches Martins.

Na quarta-feira, 28, será a vez do Duo Favoriti, das professoras violonistas Patrícia Nogueira e Dagma Aid. Às 19h, no Salão Villa-Lobos, elas tocarão obras de Edson Lopes, Geraldo Ribeiro e Jair de Paula, três professores do Conservatório de Tatuí, sendo o terceiro já falecido. Além deles, obras de Zequinha de Abreu, Wolfgang Amadeus Mozart, Piotr Ilitch Tchaikovsky, entre outros.

No domingo, em meio às finais, às 14h acontecerá a apresentação do Duo Qualquer Nota, formado pelos trompetistas Fernando Palloni e Wender Campi. O repertório terá obras de compositores como Allen Vizzutti e Otto Nicolai e ainda composições próprias dos integrantes do duo: “Bipolar”, “Duo Nº 1”, “Fantasia Cromática” e “Duo Nº 2”.



Duo Ávila & Magalhães
Idealizado durante o Festival do Vale do Café, em Vassouras (RJ). Andrea Nesi D’Ávila e Jonas Magalhães foram alunos de piano do professor Gilson Moura, na Escola de Musica Villa-Lobos, no Rio de Janeiro. Encorajados, iniciaram a parceria há quatro mãos tocando a “Rapsódia Húngara Nº 2”, de Franz Liszt. O principal objetivo é divulgar o repertório para esta formação.

Quarteto Apollo
Formado no primeiro semestre de 2016, o Quarteto Apollo tem como objetivo o domínio de linguagem e interpretação musical por meio do estudo de peças de diversos estilos, períodos, e culturas do imenso repertório escrito para a formação. Busca sempre o desenvolvimento de sonoridades, timbres, cores, ritmos e o entrosamento do grupo camerístico. Tem Elen Ramos Pires como professora responsável e foi vencedor do 8º Prêmio Incentivo à Música de Câmara do Conservatório de Tatuí.



Duo Favoriti
Formado por Patrícia Nogueira e Dagma Eid, violonistas que tocam juntas desde 1996 em diversas formações camerísticas, o duo iniciou as atividades tendo o objetivo de divulgar os compositores violonistas do período clássico-romântico que utilizaram a guitarra terza em suas obras.

A expressão “favoriti” surge em algumas publicações originais da época para identificar a predileção por temas que fazem parte do repertório do duo, que utiliza réplicas da guitarra romântica Lacôte (1830) para a realização do repertório, e outros instrumentos antigos como alaúde e guitarra barroca, para a realização do repertório dos séculos XVI e XVII.

O Duo Favoriti tem se apresentado em diversas cidades do interior do Estado e tem se dedicado a um repertório de músicas inéditas de violonistas importantes em sua formação individual como violonistas, prestando homenagem a seus mestres e aos principais duetos de violão da história.



Duo Qualquer Nota
Fernando Palloni e Wender Campi se formaram no ano de 2015 no Conservatório de Tatuí. Estudam juntos desde 2011 e iniciaram os trabalhos com o Duo Qualquer Nota em 2014. A ideia do nome e da proposta do trabalho veio de forma espontânea, sendo sempre obra de inteira criação e trabalho em equipe de seus dois integrantes.

Desde o início tem orientação dos professores Gerson Brandino (trompete), Eliana Wagner (Música de Câmara) e Dalila Ribeiro (Artes Cênicas). A proposta sempre foi levar a música de forma leve e envolvente através das performances bem-humoradas e improvisadas, permitindo a apresentação interativa entre músicos e plateia, sem nunca descaracterizar ou diminuir o grande foco no desempenho musical.

O duo foi premiado diversas vezes, recebendo o primeiro lugar no Prêmio de Incentivo à Música de Câmara de 2014 e menção honrosa em 2015, com a apresentação de uma composição de Wender Campi. Participou de inúmeros recitais dentro e fora da instituição e conseguiu grande apoio e reconhecimento.

Neste ano de 2017, o duo retorna as atividades, demonstrando a honra de poder trabalhar novamente junto ao Conservatório de Tatuí e apresentar seus agradecimentos ao apoio e entusiasmo da professora Míriam Braga, grande colaboradora e apoiadora durante todos os anos de desenvolvimento do grupo.

Apoio Cultural – Para a temporada do ano de 2017, o Conservatório de Tatuí conta com apoio cultural da Coop – Cooperativa de Consumo e Grupo CCR SPVias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário