Nosso Jornal Online

Tatuí, 

PUBLICIDADE


domingo, 30 de abril de 2017

Fechamento da Toyobo abre espaço para a Santista

Empresa de Americana, que antes mantinha parceria com indústria japonesa, agora reforça produção de uniformes

O Liberal - O encerramento da área têxtil da empresa japonesa Toyobo em novembro do ano passado, em Americana, abriu espaço no mercado para a Santista, companhia do mesmo setor que tem uma de suas unidades instaladas na cidade.

As duas empresas eram parceiras desde 2004. A Santista fazia o acabamento das roupas de trabalho e uniformes produzidos pela Toyobo – segmento conhecido como workwear. Com o fechamento da japonesa e a demissão de cerca de 400 funcionários, a Santista deixou de ser um dos elos da cadeia para assumir a lacuna da produção no segmento e, inclusive, contratar funcionários demitidos pela parceira.

A informação foi revelada ao [jornal] Liberal pelo gerente de negócios da empresa, Márcio Coimbra, durante o 2º Denim Meeting, voltado aos produtores de jeans e parte da programação da FebraTêxtil, feira do setor que ocorreu em São Paulo na última semana. “A gente está começando agora. É uma transição. Foi totalmente negativo e surpresa esse assunto [o fechamento da Toyobo]. Sempre tivemos boa relação”, comentou Márcio. “Mas já sentimos nesse mês de abril uma alta no faturamento, por conta da nossa entrada no mercado de workwear em Americana”.

Foto: Divulgação
Santista fechou unidades que funcionavam no Nordeste e concentrou produção em Tatuí e em Americana, no interior paulista

No último ano, a Santista passou por uma reestruturação de suas unidades. Entre junho e julho, a empresa fechou as fábricas que mantinha em Pernambuco e Sergipe, onde concentrava a produção do segmento de workwear.

Com o fim das unidades, a linha foi dividida entre as plantas paulistas, em Tatuí e Americana, que tinham como principal produto o jeans. Em Tatuí, era feito o acabamento das peças produzidas pela Toyobo. Ainda no meio do ano passado, antes do fechamento da têxtil japonesa, a Santista anunciou um investimento de R$ 10 milhões na ampliação da unidade de Americana.

“A estratégia da empresa foi consolidar os negócios nas fábricas, para justamente ocupar a capacidade, diluir custo fixo e não ter uma pressão de ter uma fábrica especialista em determinado seguimento”, explicou o gerente. Com cerca de 2,8 mil funcionários, a Santista passa a produzir, por exemplo, camisetas de uniformes utilizados em franquias, segmento que, segundo Márcio, a Toyobo era líder.

Foto: Dorival Zucatto / Divulgação
FebraTêxtil: evento teve a 1ª edição na última semana

Em feira, empresários sugerem ‘conhecimento e qualidade’

Na primeira edição da FebraTêxtil, que reuniu representantes da cadeia têxtil internacional na última semana, em São Paulo, o clima entre membros do setor era de um contido otimismo, que vinha acompanhado de receitas como a troca de informações entre empresas e fornecedores e a valorização dos produtos para o consumidor final.

“Para sobreviver à crise, crescer, a gente se apoiou muito nesses produtos diferenciados em acabamento, fios e fibras”, explicou Kaline Alves Zabani, gerente de produtos da Hudtelfa, uma das expositoras da FebraTêxtil.

Criada em Americana, mas atualmente em Nova Odessa, a Hudtelfa, que atua com tecidos planos, como os utilizados em camisas, demitiu quase metade do seu quadro de funcionários no ano passado, segundo a gerente. Hoje, com cerca de 370 trabalhadores, Kaline diz que a empresa consegue produzir mais com menos. “Acho que o pior já passou. Adaptações foram necessárias. A ideia hoje é fazer com menos”, afirmou.

Diretor de marketing da Canatiba, de Santa Bárbara d’Oeste, Fábio Covolan defende a busca por conhecimento para inovar no setor. “A gente percebeu que o principal ponto de oportunidade de negócio estava sempre nos serviços – melhorar o atendimento, o nível de informação que nós podíamos levar para nossos clientes”, disse durante palestra no encontro de produtores de jeans.

Para ajudar empresas que criam a lavagem do jeans fabricado pela indústria barbarense, Fábio contou que a Canatiba implanta uma lavanderia modelo para servir de escola aos parceiros. “A gente está criando um centro de capacitação da nossa empresa, para poder trazer os clientes e ajudá-los a tirar o máximo dos produtos”, explicou.

“O segmento têxtil está se dando conta que ele tem que se unir mais. Cada vez que a gente faz esses eventos e começa a ouvir e ter informações, começa a ter a definição de que falta muito ainda para nosso empresário para acreditar nele próprio. Ele é um empreendedor, mas não consegue administrar mercado com dificuldade”, avalia Hélvio Pompeo Madeira, presidente da FCEM Febratex Group, que organiza a feira.

poesia / Ana Moraes

O TEMPO


Em cima de colunas gregas posso ficar
Olhando, observando, apreciando o tempo passar
Mas vem o tempo arruinar
A existência de tudo, depredar.

Vejo a areia da ampulheta escorregar
O vento vai e vem e derruba tudo com o ar
Mas não tenho tamanha força para parar
Esse tempo do bem e do mal à caminhar

Renovam-se! renovam-se os mundos!
Com o toque do tempo em segundos
Minutos, horas, dias, meses, anos
E nada consegue ficar debaixo dos panos

Toca-nos mas é intangível
Às vezes bom, quase sempre insensível
Não tropeça, não volta para trás
Não teme nada, ri de tudo que faz


A.M.O.R.
(Ana Moraes de Oliveira Rosa)

sábado, 29 de abril de 2017

poesia / Ana Moraes

Érico não é verdadeiro...

... é Veríssimo.

AMOR

Talvez Carlos Drummond de Andrade

Carlos Drummond de Andrade
Carlos Drummond, andaste?
Caro Drummond de Andrade!
Carlos de um monte de Andrade.
Carlos Drummond antes do debate.
Calo, deu um monte, de andar’es
Galo dormiu no monte de Antares
Calor de um bonde de andrade’s
Calma de um monge te ampare’s
Caldo de um monte que tu plant’ares
Caiu do morro de Antares
Carlos de um mundo de anelares
Corre de um monstro que te pare’s 
Calou o drama de monte de bobagens
Conectou o drama em pares
Colou de um modo que ach’ares
Carlos de onde chegares
Colocou do jeito que ach’ares
Carlos Drummond afastastes
Carlos Drummond de Andrade



A.M.O.R.
Ana Moraes de Oliveira Rosa

Camerata de Violões do Conservatório participa dos 140 anos da Comarca de Tatuí

Grupo coordenado por Edson Lopes apresenta-se no fórum no dia 5 de maio, às 14h



A Camerata de Violões do Conservatório de Tatuí participará da solenidade comemorativa dos 140 anos da Comarca de Tatuí. O evento acontecerá no dia 5 de maio, sexta-feira, às 14h, no fórum da Comarca.

Na terça-feira, dia 2 de maio, o local passa a ter uma exposição de fotos comemorativa ao aniversário de 140 anos. Na sexta-feira, às 14h, haverá um culto ecumênico e, logo após, a apresentação da Camerata de Violões, coordenada por Edson Lopes. A solenidade contará com a presença de autoridades de Tatuí, Quadra, Cesário Lange e Capela do Alto, municípios que integram a Comarca.

A Camerata de Violões fará uma apresentação com repertório semelhante ao da véspera, dia 4 de maio, quando o conjunto realiza concerto no Teatro Procópio Ferreira às 20h. Os convidados do fórum poderão apreciar obras como “Tres Canciones Populares Mexicanas”, do mexicano Manuel Ponce; “Concerto em ré maior”, do italiano Antonio Vivaldi; e “Desprezado”, “Passatempo”, “Lamentos” e “O gato e o canário”, quatro obras do brasileiro Pixinguinha.

“A Camerata de Violões do Conservatório de Tatuí é um grupo único – mas não pela formação ou pela originalidade. O que a faz um paradigma do gênero é, além da variedade do repertório e da riqueza nos detalhes, a liderança de um dos grandes nomes do violão brasileiro, o professor Edson Lopes, de quem tanto nos orgulhamos. Nada mais apropriado para uma doce audição comemorativa dos 140 anos da Comarca, que teremos o prazer de abrilhantar”, comenta o diretor executivo do Conservatório de Tatuí, Henrique Autran Dourado.



Apoio Cultural – No ano de 2017, o Conservatório de Tatuí orgulha-se em receber apoio cultural da Coop e CCR SPVias.

SERVIÇO
140 anos da Comarca de Tatuí
Camerata de Violões do Conservatório de Tatuí
Edson Lopes, coordenação
Data: 5 de maio, sexta-feira
Horário: 14h
Local: Fórum da Comarca de Tatuí (Av. Virgínio Montezzo Filho, 2.009, bairro Nova Tatuí)

Conservatório de Tatuí participa da campanha do agasalho da CCR SPVias

Caixas de coleta ficarão em vários espaços da escola até o dia 30 de junho
O Conservatório de Tatuí participa de mais uma edição da campanha do agasalho promovida pela empresa CCR SPVias através do Instituto CCR. A colaboração com a campanha do agasalho faz parte da parceria entre o Conservatório de Tatuí e o Instituto CCR, por meio do qual a escola recebe apoio cultural da concessionária.

Na quinta-feira, dia 27, as caixas da campanha começaram a ser instaladas nos espaços do Conservatório de Tatuí. A coordenadora da campanha, Debora Lucia da Costa Aguiar, esteve na escola e fez a instalação das primeiras caixas junto com o diretor executivo do Conservatório de Tatuí, Henrique Autran Dourado.

O Conservatório de Tatuí contará com seis caixas de coleta: no saguão do Teatro Procópio Ferreira; entre a cantina e o estacionamento; na Unidade 2 (antigo fórum); no setor de Artes Cênicas (rua 15 de Novembro, 65/67); no setor de Cordas Sinfônicas (Praça da Bandeira, 35); e no setor de Educação Musical (rua Rotary Club, 403, Vila Dr. Laurindo). Os itens arrecadados serão doados aos Fundos Sociais de Solidariedade dos municípios envolvidos na campanha.

As caixas permanecerão nestes locais até o dia 30 de junho. O ponto alto da campanha será no dia 25 de junho, um domingo, quando acontecerá o concerto “Música que Aquece”, com a Orquestra de Cordas Infantil e Infanto-juvenil do Conservatório de Tatuí. O grupo do maestro Eduardo Augusto se apresentará às 11h no Teatro Procópio Ferreira e o ingresso será um agasalho.

Apoio Cultural – No ano de 2017, o Conservatório de Tatuí orgulha-se em receber apoio cultural da Coop e CCR SPVias.

Garçom fabrica violão de papel inspirado na mãe e surpreende profissionais do Conservatório de Tatuí: 'Gratidão'

Henrique Pinto se formou em luteria no Conservatório e diz que o instrumento é o único do mundo. 'Eu sempre acreditei', afirma.
G1 Itapetininga e Região


Foi com papel pardo, usado para saco de pães, que o garçom Henrique Pinto, de 33 anos, fabricou um violão com sonoridade e aparência iguais aos fabricados com madeira durante o curso de luteria no Conservatório de Tatuí. O instrumento surpreendeu os professores da instituição, já que tem laterais, fundo e tampo feitos com papel, e apenas o braço com madeira.

“É um violão normal para aluno e para estudante. Ele está excelente. Tem o som melhor que alguns instrumentos que nós temos na escola para você ter uma ideia. E a construção que ele fez também é uma coisa que surpreendeu bastante. Ele foi pegando dicas com cada professor, foi assimilando e pondo em prática”, afirma o professor de luteria Edson Lopes.

Henrique afirma que a criação foi para o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), em 2016, mas a inspiração foi sua mãe. Aos 13 anos, ele tocava surdo, tambor cilíndrico com som grave, em um grupo de percussão de Limeira (SP). Porém, tinha dores devido ao peso do instrumento. Foi então que sua mãe teve a ideia de criar um surdo de papel.

“Eu tocava um surdo de 24 polegadas. Como era muito pesado me dava dor nas costas, eu tinha estatura baixa. E como minha mãe trabalhava com artesanato, era professora de arte, o conhecimento de papel já vinha de muitos anos, ela falou que iria fazer um instrumento de papel. Daí ela fez o instrumento. Ela desenvolveu esse surdo, fez a carcaça de papel. E resolveu muito minhas dores e o som ficou muito interessante. De lá pra cá eu sempre fiquei falando para ela fazer o instrumento de papel, eu sempre acreditei”, conta.

A ideia da mãe deixou o rapaz intrigado e, depois de anos dedicados ao estudo da música em São Paulo, ele entrou em 2013 no Conservatório de Tatuí para o curso de luteria, que é a fabricação de instrumentos de madeira. Durante o curso, em 2015, ele conta que voltou a ter a ideia de construir instrumentos de papel. Foram dois anos de trabalho.

“Eu sempre perguntava para os professores, fazia perguntas paralelas que deixava os professores malucos. Perguntava: ‘Essa madeira dá certo, porque dá certo? Por que não dá certo?’. Explorava para eu entender. A minha proposta era fazer um instrumento de papel”, diz.


Aluno do Conservatório de Tatuí cria violão usando apenas papel

Rodovias da região devem receber mais de 400 mil veículos no Dia do Trabalhador

Segundo a concessionária, a rodovia Castello Branco deve receber 232 mil veículos entre sexta-feira (28) e segunda-feira (1).

Por G1 Itapetininga e Região - 28/04/2017 10h54

Maior movimento é esperado para a rodovia Castello Branco, diz concessionária (Foto: Ana Carolina Levorato / G1)

A concessionária CCR SPVias informou que entre esta sexta-feira (28) e segunda-feira (1º) devem passar pelas rodovias da região de Tatuí 404 mil veículos devido ao feriado do Dia do Trabalhador.

O maior movimento esperado é na Rodovia Castello Branco (SP-280), principal ligação para os municípios de Quadra (SP), Cesário Lange (SP), Torre de Pedra (SP), Porangaba (SP), Bofete (SP), Pardinho (SP), Itatinga (SP), Iaras (SP) e Águas de Santa Bárbara (SP). A previsão é que 232 mil veículos passem por este trecho.

Nas rodovias Antonio Romano Schincariol e Francisco da Silva Pontes (SP 127), entre Tatuí e Capão Bonito, a expectativa é de 51 mil veículos. Na Rodovia Raposo Tavares (SP 270), nas proximidades de Itapetininga (SP), Alambari (SP), Sarapuí (SP) e Araçoiaba da Serra (SP), o movimento esperado é de 50 mil veículos.

Na Rodovia Francisco Alves Negrão (SP 258), que atravessa os municípios de Capão Bonito (SP), Taquarivaí (SP), Itapeva (SP), Buri (SP) e Itararé (SP), o movimento esperado é de 39 mil veículos.Já na Rodovia João Mellão (SP 255), região de Avaré, devem trafegar aproximadamente 32 mil veículos.

Nesse período, para melhorar a fluidez do tráfego, toda a frota de veículos da Concessionária estará em operação para inspecionar o tráfego e prestar socorro médico e mecânico, que pode ser solicitado através do 0800 703 5030, gratuitamente, 24 horas por dia.

Horários de maior movimento nas rodovias

28/04/2017 (sexta-feira) - entre 14h e 24h | sentido interior;
29/04/2017 (sábado) - entre 6h e 14h | sentido interior;
01/05/2017 (segunda-feira) – entre 12h e 24h | sentido capital.

Camerata de Violões do Conservatório de Tatuí se apresenta em formações variadas

Grupo coordenado por Edson Lopes sobe ao palco do Teatro Procópio Ferreira no dia 4 de maio



A Camerata de Violões do Conservatório de Tatuí realiza concerto com diferentes formações no dia 4 de maio, uma quinta-feira. O conjunto coordenado por Edson Lopes abrirá os trabalhos com um duo de violonistas, seguindo com um trio e um quarteto e encerrando com a formação completa. A apresentação acontece às 20h no Teatro Procópio Ferreira.

Conforme o coordenador, essa será uma experiência inédita da Camerata de Violões. “A ideia é começar com o duo e ir preenchendo o palco ao longo da apresentação. Acredito que será algo bem interessante em termos de performance”, comenta Edson Lopes.

A abertura do concerto estará a cargo do Brasilis Guitar Duo, formado pelo próprio coordenador da Camerata e por Guilherme Sparrapan, também integrante. O duo criado em 2016 apresentará uma obra de Johann Sebastian Bach: “Tocata e Fuga em ré menor, BWV 565”, com arranjos de Edson Lopes.

A formação seguinte será com o Trio Edrion, formado por Adriano Paes, Edson Lopes e Ricardo Grion. Eles tocarão “Tres Canciones Populares Mexicanas”, de Manuel Ponce e arranjos de Edson Lopes. No quarteto, o violonista Guilherme Sparrapan se junta ao trio para tocar “Desprezado”, obra de Pixinguinha e arranjos de Ricardo Grion; e “La Vida Breve”, de Manuel de Falla e arranjos do coordenador da Camerata de Violões.



Na segunda parte do concerto, com a formação completa, a Camerata de Violões tocará “Concerto em ré maior”, de Antonio Vivaldi e arranjos de Edson Lopes. A obra tem três movimentos e em cada um haverá um solista: Carlos Eduardo de Souza Barbosa (Allegro); Karina Bertrameli de Azevedo (Largo); e Rafael Vieira Santos (Allegro).

As últimas obras do concerto serão todas de Pixinguinha: o choro “Passa Tempo”; “Lamentos” (arranjos de Jair Teodoro de Paula); e a polca “O gato e o canário”.

Apoio Cultural – No ano de 2017, o Conservatório de Tatuí orgulha-se em receber apoio cultural da Coop e CCR SPVias.

SERVIÇO
Camerata de Violões do Conservatório de Tatuí
Edson Lopes, coordenação
Data: 4 de maio, quinta-feira
Horário: 20h
Local: Teatro Procópio Ferreira (rua São Bento, 415, Tatuí)
Ingressos: 12 reais (6 reais meia entrada)
Contato: (15) 3205-8464

Paulo Baptista, ex-aluno e ex-professor do Conservatório de Tatuí lança livro sobre trompete

Sessão de autógrafos do livro “Trompete: história, pedagogia, performance” será no dia 4 de maio


O ex-aluno e ex-professor do Conservatório de Tatuí, Paulo Baptista lança o livro “Trompete: história, pedagogia, performance”. A publicação de 124 páginas leva o selo da editora Tipografia Musical e terá sessão de autógrafos no dia 4 de maio. O evento acontecerá às 18h30 na Livraria Martins Fontes (Av. Paulista, 509, São Paulo).

O livro é o resultado da dissertação de mestrado de Paulo Baptista na USP em 2010. Desde então, publicado na internet, o trabalho teve mais de 31 mil cópias baixadas, tendo conteúdo revisto e ampliado para a edição impressa.

O músico e professor transita com excelência entre os mais variados estilos trompetísticos e ressalta neste livro que o caminho para a formação do trompetista é um só, independentemente do gênero em que pretenda atuar – clássico ou popular. Caminho que, segundo ele, implica na constante formação técnica e cultura musical, sem os quais “um trompetista consegue tocar, mas não se expressar”.

São os elementos, técnicas, práticas, métodos/metodologias e repertório para essa formação sólida que o autor apresenta com profundo conhecimento. Propondo uma renovação no ensino do trompete no Brasil, Paulo Baptista procura ainda dirimir o tão disseminado “apartheid musical” entre os dois gêneros, que muitas vezes prejudica a musicalidade do trompetista em formação ou mesmo já formado.

Paulo Baptista
Paulo Baptista é formado pelo Conservatório de Tatuí e pela Faam (SP), com mestrado sobre metodologia de estudo para trompete (USP, 2010). Atualmente, é professor de trompete da Emesp e da UniSant’Anna (SP). Já integrou a Orquestra de Sopros Brasileira e a SoundScape Big-Band Jazz e realizou concertos com a Bachiana Chamber Orchestra. É integrante da Banda Savana há 28 anos e já se apresentou e gravou com vários artistas da MPB, como Jorge Ben Jor, Ângela Maria, Sandy & Júnior, Fábio Jr., Jair Rodrigues e Pedro Camargo Mariano.

Apoio Cultural – Para a temporada do ano de 2017, o Conservatório de Tatuí conta com apoio cultural da Coop – Cooperativa de Consumo e Grupo CCR SPVias.

sexta-feira, 28 de abril de 2017

poesia / Ana Moraes

Paquequer


E o rio Paquequer perguntava:
Pra que quer Sol?
Pra me secar?

E o rio Paquequer perguntava:
Pea que quer chuva?
Pra me afogar?

E o rio Paquequer perguntava:
Pra que quer Nuvem?
Pra me esfriar?

E o rio Paquequer perguntava:
Pra que quer homem?
Pra me matar?


A.M.O.R.
(Ana Moraes de Oliveira Rosa)


“O Rio Paquequer é o principal rio do município de Teresópolis, no estado do Rio de Janeiro, no Brasil. Faz parte da bacia do Rio Paraíba do Sul.”

(Wikipédia, 2016)

O poema faz alusão a uma reflexão do rio (personificação) Paquequer sobre as condições da Natureza, indagando por que ele gostaria de tantas coisas só para prejudica-lo. Além do mais, o poema faz uma crítica as mudanças climáticas na Terra e a influência da ação do homem sobre a natureza.


Manifestações paralisam serviços e trânsito na região

Motoristas de transporte coletivo e intermunicipal aderiram à paralisação na região.

Por G1 Itapetininga e Região - 28/04/2017 06h33

Tatuí  Metalúrgicos se reuniram em frente a uma empresa, localizada no quilômetro 113 da rodovia Antonio Romano Schincarioll, para protestarem contra a reforma da previdência. De acordo com o Sindicato dos Metalúrgicos, aproximadamente 350 pessoas participaram do ato. Já a Polícia Militar não soube dizer o número de manifestantes. O ato começou por volta das 8h, foi pacífico e durou 30 minutos.



Metalúrgicos protestaram em frente de uma fábrica em Tatuí (Foto: Arquivo pessoal/Marcos Bueno)

Manifestantes percorrem ruas do Centro de Itapetininga (Foto: Artur Vergennes/TV TEM)

Centrais sindicais convocaram protestos para esta sexta-feira (28) contra as reformas trabalhista e previdenciária nas capitais e em cidades do interior. Estão previstas paralisações em serviços como transporte público e aeroportos.

Em Itaberá (SP), integrantes do Movimento Sem Terra (MST) fecharam os dois sentidos do quilômetro 314 da Rodovia Francisco Alves Negrão (SP-258) por quase 4 horas. De acordo com a Polícia Rodoviária e organização, cerca de 100 pessoas participaram do ato, que começou às 8h30 e terminou às 12h. O protesto foi pacífico.

Integrantes do MST bloquearam a SP-258 com máquinas agrícolas em Itaberá (Foto: Vitor Gomes/TV TEM)

Na rodovia Professor Francisco da Silva Pontes (SP-127), em Capão Bonito (SP), integrantes do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil e Sindicato da Agricultura Familiar de Guapiara e Ribeirão Branco interditaram uma das faixas sentido capital na altura do quilômetro 112 das 9h até 11h10.

Antes de encerrarem o protesto, os manifestantes deitaram na rodovia e gritaram palavras de ordem. De acordo com a polícia, participaram 60 pessoas. Já os sindicatos afirmaram que havia 150 manifestantes.

Ainda segundo a polícia, uma barreira de pneus foi colocada por manifestantes na rodovia Humberto Pelegrin (SP-268), entre Itapetininga (SP) e Alambari (SP), por volta das 5h. Um motorista não percebeu os objetos e colidiu contra a barreira. Apesar da batida, ele não se feriu. A polícia foi até o local, retirou os pneus da rodovia e liberou o trecho.

Manifestantes deitaram em rodovia de Capão Bonito durante protesto (Foto: Caio Gomes Silveira/G1)

Manifestantes bloquearam rodovia em Capão Bonito (Foto: Caio Gomes Silveira/G1)

Manifestação aconteceu na SP-127 em Capão Bonito (Foto: Caio Gomes Silveira/G1)

Manifestantes fecharam uma das pistas sentido capital na SP-127 (Foto: Caio Gomes Silveira/G1)

Protesto interditou uma das pistas da SP-157 em Capão Bonito (Foto: Caio Gomes Silveira/G1)

Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil protestaram em rodovia de Capão Bonito (Foto: Caio Gomes Silveira/G1)

Itapetininga Em Itapetininga (SP), integrantes dos Sindicatos dos Comerciários, Vestuários, dos Professores do Estado de São Paulo, da Alimentação, dos Químicos, Funcionários Públicos Estaduais, além da Frente Nacional de Luta Campo e Cidade (FNL) e Movimento dos Sem Terra (MST) realizaram protesto com faixas na área central, deixando o trânsito complicado.

De acordo com a Polícia Militar, a concentração começou às 8h30 na praça das Três Escolas e às 9h30 começaram a percorrer as principais ruas do Centro. Segundo a PM e a organização, 500 pessoas participaram do protesto. O ato seguiu até às 12h15.
Comerciantes, professores e integrantes da FNL e MST protestaram em Itapetininga (Foto: Artur Vergennes/TV TEM)

Sindicatos dos Comerciários e Vestuários protestaram na área central de Itapetininga (Foto: Carla Monteiro/ TV TEM)

Integrantes da FNL protestaram com faixas em praça de Itapetininga (Foto: Carla Monteiro/ TV TEM)

Integrantes da Frente Nacional de Luta Campo e Cidade protestaram na área central de Itapetininga (Foto: Carla Monteiro/ TV TEM)

Motoristas e funcionários do transporte coletivo de Itapetininga aderem à paralisação

Motoristas e funcionários do transporte coletivo e intermunicipal aderiram à paralisação e deixou as cidade de Itapetininga (SP), Tatuí (SP) e Itapeva (SP) sem serviço. Os motoristas decidiram não sair das garagens, por volta das 6h, com os veículos.

Em Itapetininga (SP), são 40 ônibus, sendo 14 linhas que fazem a área urbana e rural. Os moradores que precisavam viajar foram surpreendidos pela paralisação. Cerca de 10 mil pessoas dependem do transporte coletivo e o único transporte funcionando é da área da Saúde, como ambulâncias municipais.

As irmãs Letícia Regina dos Santos e a irmã Gabriele dos Santos vieram de Ponta Grosa (PR) e chegaram no Terminal Rodoviário de Itapetininga às 4h30 para depois seguirem para Campina do Monte Alegre (SP). Porém, foram surpreendidas com a paralisação e precisaram ligar para parentes buscá-las. "Ainda que tivemos sorte porque nem o ônibus de ponta grossa deveria ter saído. Agora é ter paciência', dizem.

Sem transporte coletivo, muitos estão usando os serviços de mototáxi. O mototaxista Eduardo do Espírito Santo, mototaxista foi até o Terminal Rodoviário para esperar alguém que fosse atrás de ônibus. "Um rapaz já veio me perguntar pra viajar até uma usina de cana-de-açúcar. O ônibus dele não veio. É que combinei com outra pessoa as 7h. Se ela não vier levo ele", conta.

Em Tatuí e Itapeva, a situação se repete. Não há ônibus coletivo e intermunicipal circulando pelo município, e os terminais rodoviários estão vazios. Os moradores estão usando serviços de mototáxi e táxi.

Paralisações afetam serviços em Tatuí

Escolas  Em Itapetininga (SP), as escolas estaduais Peixoto Gomide, Adherbal e Fernando Prestes não tiveram aulas na manhã desta sexta-feira.

Em Itapeva (SP), professores de algumas escolas municipais aderiram à greve e os alunos foram dispensados. Segundo a Secretaria de Educação, ainda não há o número de escolas que pararam.

Terminal urbano em Itapeva está parado (Foto: Victor Gomes/TV TEM)

Motoristas de ônibus intermunicipal também paralisaram em Itapeva (Foto: Victor Gomes/TV TEM)

Mototaxista Eduardo do Espírito Santo foi até o Terminal Rodoviário de Itapetininga para conseguir corridas (Foto: Caio Gomes Silveira/G1)

Pontos de ônibus estão vazios na cidade (Foto: Caio Silveira/G1)

Vídeo flagra homem matar amigo em churrascaria em Tatuí

video

Brasil Urgente foi transmitido pela Rede Band em quinta-feira 27 abril 2017 às 19:51 horas.

Começam as inscrições para o segundo festival de Movimentos Urbanos de Tatui

Foto: Grupo ST DNC realiza suas atividades no CEU das Artes.

Hélio Rubens

ROL - Estão abertas as inscrições para o 2º Festival de Movimentos Urbanos de Tatuí, o #Movimenta2, organizado pelo grupo de street dance ST DNC, ocupante do CEU das Artes.

O festival acontecerá nos dias 12 e 13 de agosto, a partir das 20h, na Praça da Matriz. “O objetivo do ST DNC é abranger a dança e todos os seus segmentos em um só evento, tornando possível essa troca de experiência entre dançarinos de nossa cidade e região, além de oferecer um festival de dança gratuito a nossa comunidade. Tatuí é uma cidade de artistas e essa é uma oportunidade que nós, em parceria com a Prefeitura de Tatuí, estamos oferecendo”, diz Mat Kaytan, diretor do grupo idealizador do evento. Na primeira edição do festival, que ocorreu em agosto de 2016, 15 grupos da região marcaram presença, entre eles das cidades de Tatuí, Cerquilho, Boituva e Iperó.

Além do festival, haverá também workshops gratuitos ministrados por professores de dança, que acontecerão na tarde de sábado e no domingo antes do evento, no CEU das Artes.

As inscrições vão até o dia 20 de julho e podem ser feitas no site da Prefeitura de Tatuí ou pelo e-mail do grupo ST DNC stdnc.tatui@gmail.com.

quinta-feira, 27 de abril de 2017

Veja como votaram os deputados "tatuianos" na reforma trabalhista

Apenas PT, PSB, PDT, Solidariedade, PCdoB, PSOL, Rede e PMB orientaram sua bancadas a votar contra o texto apoiado pela base governista de Michel Temer.

Confira como votou cada um dos deputados federais o projeto de lei 6787/16, que muda os direitos dos trabalhadores, começando pelos dez mais votados em Tatuí:
  1. Samuel Moreira / PSDB  16.222 votos em Tatuí = Afastado da Câmara, substituído por Adérmis Marini, que votou = SIM
  2. Celso Russomano / PRB  2.975 votos em Tatuí = SIM
  3. Tiririca / PR  2.096 votos em Tatuí = NÃO
  4. Jefferson Campos / PSD  1.100 votos em Tatuí = SIM
  5. Roberto de Lucena / PV  1.044 votos em Tatuí = NÃO
  6. Arnaldo Jardim / PPS  685 votos em Tatuí = Afastado da Câmara, substituído por Pollyama Gama, que votou = SIM
  7. Guilherme Mussi / PP  660 em Tatuí = AUSENTE
  8. Milton Monti / PR  639 votos em Tatuí = SIM
  9. Roberto Alves / PRB  609 votos em Tatuí = SIM
  10. Vitor Lippi / PSDB  499 votos em Tatuí = SIM

Veja todos os deputados paulistas:

Itapetininga: Idoso de 74 anos é morto a golpes de facão por dívida de drogas da esposa

Dois homens foram ao local para cobrar dívida de R$ 150, mas agrediram o idoso e fugiram levando R$ 4,50. Crime aconteceu na Vila Progresso, em Itapetininga.

Por G1 Itapetininga e Região - 26/04/2017 08h17

Idoso morre após ser espancado por dívida de drogas em Itapetininga

Um idoso de 74 anos morreu após ser agredido com golpes de facão por dois homens, na madrugada desta quarta-feira (26), na Vila Progresso, em Itapetininga (SP). Os homens foram presos e, de acordo com a Polícia Civil, confessaram que o crime aconteceu por uma dívida de drogas de R$ 150 da esposa da vítima.

Segundo a polícia, os dois suspeitos alegaram que invadiram o barraco de madeira onde a vítima morava, localizado na rua Acácio de Moraes Terra, por volta das 23h da terça-feira (25). Eles contaram que estariam atrás da mulher do idoso, de aproximadamente 40 anos, para cobrar uma dívida de drogas no valor de R$ 150.

Contudo, ao tentar defender a mulher das agressões, o idoso foi atingido com três golpes de facão na cabeça. Em seguida, os criminosos vasculharam a casa atrás de dinheiro, mas só encontraram R$ 4,50 com a mulher. Os dois pegaram a quantia e fugiram do local.

Uma Unidade do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada, mas o idoso não resistiu aos ferimentos e morreu antes de chegar ao hospital. A perícia técnica da Polícia Civil foi acionada e o corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML). O idoso foi enterrado no fim da tarde desta quarta-feira em Itapetininga.

Idoso foi morto com golpes de facão na Vila Progresso, em Itapetininga (Foto: Reprodução/TV TEM)

Empresa Rosa pede a rescisão do contrato em Itapetininga

Rosa Turismo culpa baixo número de passageiros, concorrência desleal com taxistas e desinteresse da prefeitura. Prefeitura alega que não foi informada oficialmente.

Por G1 Itapetininga e Região - 26/04/2017 13h38

Empresa de ônibus coletivo em Itapetininga pede rescisão do contrato

A empresa responsável pelo transporte público em Itapetininga (SP), a Rosa Turismo, pediu à Justiça a rescisão do contrato de prestação de serviço no município. A informação foi confirmada pela empresa nesta quarta-feira (26). Apesar do pedido, os serviços continuarão na cidade até o fim do trâmite judicial. A Prefeitura alega que não foi informada oficialmente (Veja a resposta completa abaixo).

A relação entre a Rosa Turismo e a prefeitura está conturbada desde o início deste ano, quando a empresa fez mudanças em linhas alegando baixo número de usuários. Como justificativa do pedido, a empresa culpou o baixo número de passageiros, a concorrência desleal com taxistas e a falta de empenho da prefeitura para a solução dos problemas.

Em nota, a Rosa afirmou que desde o início do contrato de concessão vem alertando que a exploração do serviço público de transporte coletivo em Itapetininga é economicamente inviável, em razão da baixa quantidade de passageiros como também pela concorrência desleal dos taxistas.

Além disso, afirmou que que ficou insuportável arcar com os custos do serviço e o desinteresse da Prefeitura ao longo dos anos em solucionar a questão. Por isso, a empresa não viu outra alternativa senão pleitear judicialmente a rescisão do contrato de concessão.


A Prefeitura informou também, em nota, que teve ciência de que a empresa de transporte coletivo, Viação Rosa, entrou com um pedido de rescisão de contrato no Poder Judiciário, mas até o momento, ainda não foi notificada oficialmente.

Empresa de ônibus pediu à Justiça para fim do contrato em Itapetininga (Foto: Reprodução/ TV TEM)

Já a Associação dos Permissionários e Condutores de Táxi Autônomos de Itapetininga (Apectai) afirmou que quando a empresa Rosa participou da licitação para o transporte coletivo em Itapetininga sabia da existência dos táxis fixos e rotativos na cidade. Além disso, a Apectai alegou que jamais foi fiscalizada como os táxis são, continuamente com apresentação de documentos e fiscalizações com multas aplicadas.

A Associação reforçou também o compromisso de continuar com um serviço sempre buscando o melhor para o transporte coletivo em Itapetininga e sujeitar-se a aplicação das Leis Federais e Municipais sobre a função dos taxistas.

Empresa de ônibus alega concorrência desleal com táxis de Itapetininga (Foto: Reprodução/TV TEM)

Salada de Notícias

  • 1. O governador Geraldo Alckmin aproveitou a visita a Tatuí para anunciar um novo delegado para a Delegacia da Polícia Civil local. Carlos Augusto Palumbo Del Gallo se desligou do 66º Distrito Policial do bairro Aricanduva, em São Paulo, e passará a integrar a equipe tatuiana a partir do dia 3 de maio. - O Progresso de Tatuí
  • 2. A folha de pagamento de cerca de 10% dos funcionários públicos da Prefeitura conteria irregularidades que iam desde a concessão de benefícios considerados indevidos até horas extras irregulares. Os apontamentos foram levados a público pelo presidente da comissão responsável por apurar possíveis irregularidades na ex-gestão municipal, o secretário Renato Pereira da Camargo (Negócios Jurídicos). - O Progresso de Tatuí
  • 3. A assessoria de comunicação do ex-prefeito José Manoel Correa Coelho, Manu, respondeu, por meio de nota, (...) “todas as contratações e benefícios trabalhistas concedidos aos funcionários, de carreira ou lotados em cargos de comissão, obedeceram rigorosamente à lei”. Manu destacou que “todos os servidores cumpriram rigorosamente suas funções e cargas horárias, sendo fiscalizados e supervisionados pelos secretários e diretores municipais a quem eram subordinados”. - O Progresso de Tatuí

Uma Caminhada com Daniel Forjaz em Tatuí

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Projeto que classifica Tatuí como de interesse turístico é aprovado nas comissões da ALESP

O projeto agora está na ordem do dia e aguarda para ser votado em plenário.

Oliver Delgado

Nesta terça-feira (25/04), o projeto de lei nº 756/2015, que classifica Tatuí como Município de Interesse Turístico, foi aprovado - com relatoria do deputado Carlos Cezar - no congresso de comissões da Assembleia Legislativa de São Paulo.

O congresso, formado pela Comissão de Constituição, Justiça e Redação e Comissão de Atividades Econômicas, aconteceu na reunião de líderes dos partidos e teve a presença do secretário estadual de Turismo, Laércio Benko.

Além das 70 instâncias já existentes, outros 140 municípios buscam a classificação de interesse turístico.

Cada cidade receberá recursos de cerca de R$ 650 mil por ano, que deverão ser investidos exclusivamente na infraestrutura turística da cidade.

Para que um município possa obter tal classificação precisa atender vários critérios, como: ter potencial turístico, Conselho Municipal de Turismo, serviço médico emergencial, meios de hospedagem, serviços de alimentação, de transporte, de segurança e de informação e receptivo turístico; além do Plano Municipal de Turismo, por exemplo.

Tatuí, a cidade da música Localizada a 130 quilômetros da capital, Tatuí é possuidora do mais excelente conservatório dramático e musical, denominado Dr. Carlos de Campos, fundado em 1954. Tatuí é considerada a cidade da música por conter as escolas musicais mais importantes do cenário nacional. O ensino ministrado no Conservatório de Tatuí possui reconhecimento internacional, além de concentrar alunos de mais de 20 estados brasileiros e de países da América Latina, Estados Unidos e de toda a Europa e Ásia.

Oliver Delgado é jornalista.

terça-feira, 25 de abril de 2017

Creche Masaji Horiguchi adere ao projeto Horta nas Escolas

Horta nas Escolas - Creche Masaji Horiguchi

HORTA NA CRECHE - Hoje foi a vez da Creche Municipal Masaji Horiguchi, do Jardim São Paulo, plantar uma horta com verduras que serão consumidas nessa unidade escolar. O projeto Horta nas Escolas é coordenado pelo técnico agrícola Valdimir Vieira, da Secretaria Municipal de Educação. Bill, como é conhecido, prepara os canteiros com pneus usados, reaproveitando esses materiais, para plantar alface, rúcula, rabanete, cheiro verde, cebolinha, além de outros vegetais, quando o local permite. Explica às crianças algumas particularidades das verduras que serão plantadas.

Na Creche Masaji Horiguchi, até a diretora Ana Paula Hessel colocou literalmente a mão na terra, mostrando aos pequenos como se plantam esses vegetais. Foi interessante observar que as crianças dessa unidade escolar mostravam certo receio de colocar suas mãos na terra, sendo que alguns pegavam nas mudinhas com cuidado excessivo, temendo desmanchá-las e, ao mesmo tempo, evitando sujar as mãos. Sem dúvidas são crianças da cidade, sem contato com a natureza e, portanto, a atividade desse projeto é muito importante para que estas tenham conhecimento de como os alimentos são produzidos.

Uma das principais características das hortas das escolas municipais está no reaproveitamento de materiais inservíveis. Os canteiros são formados em carcaças de pneus velhos, em outros locais são garrafas PET que servem para delinear os canteiros. Aqui na Creche Masaji Horiguchi até os regadores são resultado de reaproveitamento. Reciclar é bom para a Natureza.

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Governador de São Paulo é alvo de manifestação de moradores contra praça de pedágio em Tatuí

Moradores dos bairros Santa Adelaide e Jurumirim reclamam do fechamento de acesso à SP-127. Moradores têm que pagar R$ 10 para vir ao Centro.

Por G1 Itapetininga e Região - 24/04/2017 18h57

O governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) foi alvo de uma manifestação pacífica durante a visita dele a Tatuí nesta segunda-feira (24). Moradores de dois bairros distantes do Centro do município protestaram com faixas contra um pedágio na Rodovia Antônio Romano Schincariol (SP-127). Participaram moradores do bairros Santa Adelaide, em Tatuí, e Jurumirim, que pertence a Itapetininga, mas que fica mais próximo à região central de Tatuí.

Alckmin veio a Tatuí para inaugurar um novo acesso ao Distrito Industrial da cidade, uma passarela para pedestres e a implantação de vias marginais entre os quilômetros 115 e 116 da rodovia.

Grupo estendeu faixas em frente ao local da cerimônia em Tatuí (Foto: Reprodução/ TV TEM)

O governador afirmou que um convênio deve ser assinado em maio com a Prefeitura de Tatuí para solucionar o problema. “Existe uma estrada municipal que liga o bairro, então nós vamos liberar os recursos para fazer o melhor caminho, a perenização da vicinal. Então vamos assinar um convênio com a prefeitura, passar o recurso, executar a obra. Então você vai ter uma ligação direta com a cidade, sem precisar utilizar a rodovia, em ótimas condições”, explica.

O grupo reclama que até 2013 havia a opção de um acesso para evitar o pagamento do pedágio. Mas a partir daquele ano o acesso foi fechado, obrigando os moradores a pagarem R$ 10,10 para ir ao Centro de Tatuí.

“Queremos entrar e sair de nossos bairros sem pagar pedágio. Nós moradores dos bairros Jurumirim e Santa Adelaide pedimos um retorno.”, mostrava um cartaz.

Alckmin inaugurou obras de acesso ao Distrito Industrial (Foto: Reprodução/ TV TEM)

Tatuí recebe vias marginais no Distrito Industrial da SP-127

(Foto de Alexandre Carvalho)

Obra garante melhoria no acesso aos bairros e indústrias instaladas no trecho.

Do Portal do Governo - Seg, 24/04/2017 - 12h21

Cerca de 102 mil moradores do município de Tatuí contarão com mais segurança e fluidez viária. O governador Geraldo Alckmin liberou ao tráfego, nesta segunda-feira (24), as vias marginais na Rodovia Antônio Romano Schincariol, a SP-127.

A obra conta com duas faixas na pista sul, entre o km 115,33 e o km 116,84. Também foi construída uma passarela no km 116,2, passeio de pedestres, ponto de ônibus e um acesso no km 116,7. No trecho circulam, em média, 5,2 mil veículos por dia.

Além da passarela, também foram construídos passeio de pedestres, ponto de ônibus e um acesso no km 116,7 (foto: Alexandre Carvalho)

Obras contam com duas faixas na pista sul, entre o km 115,33 e o km 116,84 (foto de Alexandre Carvalho)

Entrega das obras de acesso na Rodovia Antônio Romano Schincariol, em Tatuí (foto de Alexandre Carvalho)

Encontro de Câmaras anuncia criação de ‘Parlamento Regional’

João Eder Miguel representou Tatuí
Evento realizado pelo presidente do Legislativo sorocabano, Rodrigo Manga, nesta segunda-feira (24), reuniu representantes dos 27 municípios da Região Metropolitana de Sorocaba. Prioridade é a criação de um hospital regional para desintoxicação de dependentes químicos

O 1º Encontro de Câmaras da Região Metropolitana de Sorocaba (RMS), realizado nesta segunda-feira (24) pela manhã no plenário do legislativo sorocabano, serviu de pontapé inicial para a criação da União dos Presidentes de Câmaras da RMS, nos moldes daquela que opera na Região Metropolitana de Campinas. A prioridade do grupo, adianta Rodrigo Manga (DEM), presidente da Câmara Municipal de Sorocaba e idealizador do evento, será a reivindicação de um hospital na região de Sorocaba voltado especificamente à desintoxicação de dependentes químicos.

Uma reunião está confirmada para as 10h do dia 8 de maio, também na Câmara de Sorocaba, para definição dos integrantes desse ‘Parlamento Regional’ e para definição de como o grupo irá atuar. “Cada cidade terá um representante, seja o seu próprio presidente do legislativo ou algum integrante da respectiva mesa diretora. O momento é de organização e união de forças entre os vereadores da região”, destaca.

Das 27 cidades que fazem parte da RMS, todas estiveram representadas no evento, seja por meio do seu presidente da Câmara ou de ao menos um vereador ou chefe de gabinete. Nesse sentido, Manga defende que esse encontro regional serviu para sensibilizar os agentes políticos quanto à importância dos municípios atuarem de forma conjunta, em torno de objetivos comuns.

“Os problemas das nossas cidades vão além de nossas fronteiras e o nosso objetivo é fortalecer a nossa Região Metropolitana. Essa adesão em massa mostra que estamos no caminho certo e assim vamos continuar”, frisa. A segunda edição do Encontro de Câmaras deve ocorrer em Itu, em data a ser definida, e vai enfocar o desenvolvimento da indústria e comércio. O Legislativo de Boituva, nesta segunda-feira (24), colocou suas instalações à disposição para um terceiro evento, e sugeriu o tema Segurança Pública.

Hospital - Além de vereadores, o encontro regional reuniu secretários municipais, representantes de equipes de saúde mental de Sorocaba, de clínicas da região, do Conselho Municipal Antidrogas, Narcóticos Anônimos, Conselho Tutelar, Deinter-7, Guarda Civil Municipal e da Promotoria da Infância e Juventude, entre outras entidades e órgãos.

O destaque ficou para a presença da médica Janice Megid, da clínica de desintoxicação mantida pelo Governo do Estado em Botucatu. Ela explicou o funcionamento da unidade, que funciona desde 2013 vinculada ao Hospital das Clínicas da Unesp, e onde opera o Serviço de Atenção de Referência em Álcool e Drogas (Sarad).

”É um local onde se cria sentido para as pessoas; algo além da internação. Pois é uma possibilidade de afetos e um lugar de tratamento, com ações multidisciplinares e em parceria com entidades e setores do poder”, conta Janice. Segundo Manga, tal unidade é pioneira na assistência aos dependentes químicos no Estado: “E é o que queremos também para a Região Metropolitana de Sorocaba”, reivindica Manga.

'Minicracolândias'O vereador aproveitou o evento para divulgar a atualização do número de 'minicracolândias' em Sorocaba, que chega a 49. “Em 2013, quando integrava a Comissão de Dependentes Químicos da Câmara, verificamos 10 pontos, em 2015, constamos 47 e agora, na última semana, contatamos que o número subiu para quase 50 locais onde há consumo coletivo de drogas na cidade”, pontua.

A constatação dos pontos de concentração de usuários ocorreu por meio de visitas a esses locais. “Fizemos um levantamento geral, estamos sistematizando os dados e nos próximos dias vamos divulgar os pontos exatos”, adianta Manga. São necessárias ações pontuais para evitar o crescimento ainda maior dessas 'minicracolândias'. Da mesma forma, mais que dar atendimento aos usuários - pois acabam voltando ao vício - o ideal é disponibilizar tratamento de qualidade”, defende.

Ainda durante o encontro, os participantes levantaram a necessidade de constituir uma política pública inovadora em atendimento ao dependente químico, sem descartar as ações de apoio já implementadas, sobretudo na área da prevenção, inclusive, no combate às drogas lícitas, como o álcool e o tabaco, que servem de porta de entrada para outros entorpecentes.

Região Metropolitana Segundo dados da Fundação Seade (Sistema Estadual de Análise de Dados), relativos a 2014, a Região Metropolitana de Sorocaba – criada pela Lei Complementar Estadual nº 1.241, de 8 de maio de 2014, e composta por 27 municípios – conta com mais de 2 milhões de habitantes, dos quais 652.481 residem em Sorocaba, segundo a última projeção do IBGE. O produto Interno Bruto (PIB) regional é de R$ 77,9 bilhões, correspondente a 4,25% do total no Estado.

Além de Sorocaba, sua cidade-sede, a RMS é composta pelos municípios de Tatuí, Alambari, Alumínio, Araçariguama, Araçoiaba da Serra, Boituva, Capela do Alto, Cerquilho, Cesário Lange, Ibiúna, Iperó, Itapetininga, Itu, Jumirim, Mairinque, Piedade, Pilar do Sul, Porto Feliz, Salto, Salto de Pirapora, São Miguel Arcanjo, São Roque, Sarapuí, Tapiraí, Tietê e Votorantim.

Maestro tatuiano é premiado pelas Nações Unidas

O comendador maestro Luís Bernardo Trindade, do Instituto Cultural Amadeus, recebeu na quarta-feira, dia 19, na Assembleia Legislativa em São Paulo a Medalha e Diploma da ONU (Organizações das Nações Unidas), devido ao seu trabalho de educação musical a crianças e jovens carentes no Instituto Cultural Amadeus em Tatuí.

O Instituto Cultural Amadeus desenvolve um trabalho de educação musical gratuita para crianças e jovens carentes, atendendo no momento voluntariamente 120 pessoas dentre os seus quinze cursos de música, prática de coral infantil/adulto e prática de orquestra.

Para quem quiser conhecer o trabalho do Instituto, basta acessar o site oficial: http://institutoculturala5.wixsite.com/amadeus.

Assessoria de Impressa do Instituto Cultural Amadeus. Copydesk: Diário de Tatuí.


Caminhão carregado de televisores desviados é apreendido em Cesário Lange

Polícia encontrou homens descarregando os produtos, mas eles conseguiram fugir. 

Por G1 Itapetininga e Região - 23/04/2017 17h57 - copydesk Diário de Tatuí

Um caminhão carregado de televisões que foram desviadas foi apreendido na tarde deste domingo (23), em Cesário Lange. Homens que descarregavam os produtos em um canavial no Bairro Campininha, zona rural, conseguiram fugir.

De acordo com a Polícia Militar, o sistema de rastreamento da transportadora alertou a polícia depois que o sinal do veículo se perdeu na altura do quilômetro 140 da Rodovia Castello Branco (SP-280), sentido interior.

Policiais foram até o local apontado pela equipe de rastreamento e encontraram marcas de pneus em uma estrada de terra próxima a um canavial. Ao entrar na plantação, a polícia encontrou o caminhão sendo descarregado por vários homens. Ao verem os policiais, os suspeitos fugiram em uma caminhonete preta e um veículo prata. Eles não foram capturados até o fim da tarde de domingo.

Ainda de acordo com a polícia, depois da fuga dos homens, o motorista do caminhão que transportava os televisores foi encontrado na Rodovia Raposo Tavares (SP-270), no quilômetro 46, perto de São Roque (SP). O caminhão e o motorista foram trazidos à delegacia de Tatuí, onde um boletim de ocorrência por roubo foi registrado. O veículo será levado para a delegacia de Cesário Lange, onde a ocorrência será investigada pela Polícia Civil.

Caminhão desviado foi encontrado em um canavial; polícia investiga (Foto: Divulgação/ PM Cesário Lange)

Conservatório de Tatuí recebe '1ª Semana de Música de Câmara' com 160 apresentações

Evento começa nesta segunda-feira (24) e segue até sexta-feira (28). Entrada é de graça.
Por G1 Itapetininga e Região

Conservatório de Tatuí realiza a 1ª Semana de Música de Câmara de 2017 (Foto: Divulgação/Conservatório Tatuí)
O Conservatório de Tatuí realizará a partir desta segunda-feira (24) a 1ª Semana de Música de Câmara de 2017. Com apresentações diárias em quatro horários, a iniciativa oferecerá em torno de 160 apresentações gratuitas de conjuntos de câmara formados por alunos dos cursos de música.

Até sexta-feira (28) acontecerão apresentações diárias às 9h, 11h, 14h e 16h, sempre no Salão Villa-Lobos. A exceção é o dia 27, quando não haverá apresentações durante a manhã. Além disso, no mesmo espaço, em três dias acontecerão recitais com convidados especiaisàs 19h: Duo Carlos (dia 25); Duo Dias & Dias (dia 26); e Duo Cesar Pereira e Diogo Oliveira (dia 27).

A música de câmara é uma disciplina regular dos alunos do Conservatório de Tatuí e as semanas dedicadas ao tema têm por objetivo promover o trabalho em grupo e dar visibilidade aos conjuntos. A coordenadora da Semana de Música de Câmara, professora Míriam Braga, diz que o trabalho camerístico é uma importante habilidade do profissional da música. "Aqui estes grupos criarão sua própria identidade artística, tendo a oportunidade de trazer seu próprio público e, em vários outros aspectos, sendo preparados para o mundo profissional", comenta Míriam.

Cada grupo apresenta uma ou duas músicas, com repertório pré-determinado pelos professores ou por pesquisa realizada pelos alunos. A Semana de Música de Câmara proporciona apresentações muito diversificadas. No entanto, a tendência mais forte é a dos grupos tradicionais, como quartetos de cordas, quintetos de metais, trios com piano, duos e grupos de percussão.