Nosso Jornal Online

Tatuí, 

PUBLICIDADE

ANUNCIE AQUI

Peça já seu orçamento
e-mail para publicidade@diariodetatui.com

quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Cia. de Teatro estreia espetáculo em projeto sobre ‘Realismo Fantástico’

‘O Apocalipse ou o Capeta de Caruaru’ tem apresentações confirmadas em setembro e outubro


A Cia. de Teatro do Conservatório de Tatuí faz pré-estreia do espetáculo “O Apocalipse ou o Capeta de Caruaru”. A peça integra o projeto denominado “Realismo Fantástico”, objeto de pesquisas da Cia. de Teatro coordenada por Rogério Vianna, neste ano. A pré-estreia ocorre no dia 23 de setembro e a estreia oficial, em 6 de outubro. Ambas serão no teatro Procópio Ferreira (rua São Bento, 415), às 20h, com ingressos vendidos a R$ 12 (R$ 6 meia entrada).

A pré-estreia do espetáculo integra a série de apresentações da Cia. de Teatro. Já a estreia oficial marcará a abertura da II Mostra Téspis de Teatro, evento que tem coordenação de Fernanda Mendes e Rogério Vianna e será realizado de 6 a 9 de outubro, em parceria com a SP Escola de Teatro.

“O Apocalipse ou o Capeta de Caruaru”, texto de Aldomar Conrado, tem direção de Dalila Ribeiro. Com indicação para maiores de 12 anos, o narra uma ação e o que era para ser um feitiço, que resvalam em um grande equívoco no qual irmãos gêmeos são separados de suas mães. Diante do equívoco, é em Caruaru, cidade do interior de Pernambuco, que a maldição das bruxas vai atingir seu ápice. Anos depois, antes do reencontro, uma série de fatos estranhos e fantásticos provoca a maior confusão na população local, entre eles, uma morta que volta a vida, uma mulher que não para de crescer, outra que não para de engordar e um cavalo que nasce com cabeça de gente.

O espetáculo integra o projeto intitulado “Realismo Fantástico”, que norteia a pesquisa realizada por meio da obra de Aldomar Conrado na qual a fusão entre a realidade narrativa se mistura com elementos fantásticos e fabulosos. “Não tanto para reconciliá-los como para exagerar sua aparente discordância”, antecipa o coordenador Vianna.

A Cia em 2015 desenvolveu um trabalho com obras de Plínio Marcos que trabalha com personagens que se apresentam à margem da sociedade. Em 2016, a pesquisa em torno da temática proposta pela Cia supõe uma noção comum de “realidade”, trazendo implícito um questionamento da “verdade”. “O Realismo Fantástico sempre esteve presente na literatura, mas foi desenvolvido com esplendor na literatura latinoamericana dos anos 60 e 70. Desta forma, ele surge como uma forma de reação, utilizando o elemento mágico como reforço das palavras contrárias aos regimes dos ditadores. Outro aspecto que influenciou o realismo mágico foi a discrepância entre cultura da tecnologia e cultura da superstição que havia na América Latina naquela época”, explica Vianna.

O texto crítico faz alusão à crítica social política brasileira escrita por Conrado entre os anos de 1967/68, que se apresenta recente no cenário político nacional. “Porém, a obra do dramaturgo homenageia a cultura nordestina, riquíssima em imaginação e na cultura popular”, diz ele sobre a obra que foi inspirada nas obras de William Shakespeare: “A Comédia dos Erros” e Macbeth”.

O elenco é integrado por Adriana Afonso, Carlos Alberto Agostinho, Catharina Boldt, Fernanda Késia, Fernanda Mendes, Isabela Alomba, Jeferson Rodrigues, Lilian Dallava, Maiara Moreira, Matheus Mendes, Rodrigo Cotrim, Douglas Anhaya, Tamy Carvalho, Tati Villega, Vinícius Oliveira, Welinton Rodrigues, Wellison Machado, William Rocha e William.

A direção e coordenação do grupo é de Rogério Vianna, com concepção e direção de Dalila Ribeiro. Figurinos são de Carlos Alberto Agostinho; maquiagem, de Tati Villega e Tamy Carvalho; sonoplastia de Betinho Sodré; cenários de Jaime Pinheiro com assistência de Nathalie Abreu; iluminação de Marcelo Souza e produção de figurinos de Maria José Silva.

Cia de Teatro do Conservatório de Tatuí – Reúne atores e atrizes profissionais – que atuam como professores no setor de artes cênicas da instituição – e alunos do curso de teatro adulto que atuam como bolsistas do grupo, selecionados a partir de processo seletivo.

A Cia. de Teatro do Conservatório de Tatuí foi fundada oficialmente no ano de 2009, ocasião em que estreou a montagem de “Rosa de Cabriúna”, de Luis Alberto de Abreu, premiada no 23º Festival de Teatro do Rio de Janeiro (2010) e no 38º FENATA – Festival de Teatro de Ponta Grossa (2010).

O grupo também desenvolveu montagens dos espetáculos “Como Fazer Teatro em Cinco Lições”, “Vereda da Salvação” e “Antígona”.

Junto a outros grupos pedagógico-artísticos do Conservatório de Tatuí, a Cia. de Teatro também atua em importantes espetáculos didáticos. Entre as montagens mais recentes estão “Um Chorinho para Dona Baratinha” (junto ao Grupo de Choro do Conservatório de Tatuí); e “Villa-Lobos encontra Guarnieri”, “A Vinda da Família Real ao Brasil”, “MomoPrecoce”, “Sonho de Criança” e “Stravisnky e seu ballet Petrushka” e “As Estórias do Tião” (estes junto à Banda Sinfônica do Conservatório de Tatuí).

Em 2015, a Cia. de Teatro optou por pesquisa de obras de Plínio Marcos, trabalhando os textos “A Balada de um Palhaço” e “Goela Abaixo”, este último inspirado em personagens das obras de Plínio Marcos, além de protagonizar uma série de leituras dramáticas e saraus. Para o ano de 2016, o projeto em desenvolvimento leva o nome de “Realismo Fantástico”.


Sobre o Conservatório de Tatuí – O Conservatório Dramático e Musical Dr. Carlos de Campos de Tatuí é uma instituição do Governo do Estado de São Paulo e Secretaria da Cultura do Estado administrado pela Associação de Amigos do Conservatório de Tatuí. Fundado em 1951, é uma das mais importantes ações na área de cultura no país. Oferece formação profissional em música, luteria e artes cênicas. Sua única extensão fora do município de origem é o Polo do Conservatório de Tatuí em São José do Rio Pardo.

Apoio Cultural – No ano de 2016, o Conservatório de Tatuí orgulha-se em receber apoio cultural da Coop e CCR SPVias.

SERVIÇO
Espetáculo “O Apocalipse ou o Capeta de Caruaru”
Quando: 23 de setembro . Sexta-feira . 20h00 / 6 de outubro . Quinta-feira . 20h00
Cia de Teatro do Conservatório de Tatuí
Aldomar Conrado, dramaturgia
Dalila Ribeiro, direção
Rogério Vianna, coordenação
Local: Teatro Procópio Ferreira
Rua São Bento, 415
Classificação: 12 Anos
Ingressos: R$ 12 (R$ 6 meia entrada)

Nenhum comentário:

Postar um comentário