Nosso Jornal Online

Tatuí, 

PUBLICIDADE

ANUNCIE AQUI

Peça já seu orçamento
e-mail para publicidade@diariodetatui.com

sábado, 2 de julho de 2016

Obras do shopping center em Tatuí devem começar na próxima semana

Prefeitura e JDGS assinaram protocolo de intenções nesta sexta-feira, dia 1º

A tão esperada construção do shopping center de Tatuí vai começar. O protocolo de intenções foi assinado nesta sexta-feira, dia 1º de julho, pelo prefeito José Manoel Correa Coelho, Manu, e por Nilton Azevedo, diretor administrativo da JDGS Empreedimentos Imobiliários, empresa do Grupo Schincariol que será responsável pelo investimento.

O evento aconteceu no Centro Cultural e reuniu quase 500 pessoas. Toda a sociedade civil organizada se fez representada. Completaram a mesa, que dirigiu os trabalhos, os empresários Flavio Ermani e Giuliano Di Franco, da Corradi Empreendimentos, que será a responsável pela construção da avenida que dará acesso ao shopping, a nova entrada da cidade, que tem previsto investimento de R$ 20 milhões, com 100% com capital privado. Também estiveram na mesa, Paulo Shiozaki, representante da Noma do Brasil, que está construindo uma nova fábrica na cidade, o vice-prefeito Vicente Menezes, o vereador Oseias Rosa, e a presidente da Associação Comercial e Empresarial de Tatuí, Lucia Bonini Favorito.

Nilton Azevedo fez uma breve apresentação da JDGS. Fundada em Itu em novembro de 2011, é formada pelos irmãos José Augusto Schincariol, Daniela Schincariol e Gilberto Schincariol Júnior. É uma empresa especializada em administração, incorporação, construção e comercialização de empreendimentos comerciais e residenciais. A empresa já investe no segmento de shopping center em pelo menos quatro estados brasileiros, São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná e Goiás. O projeto de Tatuí nasceu em 2014, pela identificação de potencialidades e oportunidades no município, o que levou à compra o terreno no mês de dezembro. O shopping será instalado em um terreno de 120 mil metros quadrados, com área construída de 40 mil metros quadrados. Serão 170 lojas, com espaço para os comerciantes locais, que terão prioridade e oportunidade para fazerem novos investimentos, além de grandes redes de varejo, lojas âncoras, fast foods, rede de entretenimento. O prazo de construção é de dois anos. O investimento será de R$ 200 milhões. Parte já foi investida na compra de terreno. Mais R$ 100 milhões serão usados na construção e mais R$ 100 milhões serão empregados na preparação de lojas e infraestrutura. “Agora vocês querem saber, quando começa o projeto: começa hoje! Já iniciamos os procedimentos para licitação e contratação de terraplanagem. O projeto já está pronto e aguardando só a tomada de preço para começar. Em breve, vocês verão movimentação na área, justamente com a terraplanagem, cercamento, proteção de taludes e implantação do canteiro de obras”, enfatizou Nilton Azevedo. Deverão ser gerados cerca de 4 mil empregos, sendo 1.600 diretos e 2.400 indiretos. Segundo o executivo da JDGS, alguns detalhes como o nome do shopping e a data prevista para inauguração ainda não podem ser revelados, por questões estratégicas. “Posso, porém, garantir que tudo está sendo feito com muita seriedade e muita atenção para que a cidade receba o empreendimento que ela merece. Três grandes empresas, com mais de 30 anos de experiência na implantação de grandes shopping centers já foram contratadas. Uma delas cuida da comercialização com lojistas, lojas âncoras, restaurantes, lanchonetes e praças de lazer, como cinema, por exemplo. A outra desenvolve o marketing, a comunicação, incluindo identidade visual e estratégias de divulgação. A terceira contratada é a renomada DFA, do prestigiado arquiteto Carlos Domingues, que já concluiu o projeto do prédio que agora passa por algumas revisões finais”, concluiu Nilton. 

Visivelmente emocionado, o prefeito Manu listou todos os passos do desenrolar do projeto, da batalha política na Câmara Municipal. "É um projeto da cidade, que é uma agora e será outra depois desse shopping, que trará um impacto positivo para o município e certamente será acompanhado de outros investimentos e outras oportunidades”, contabilizou. Manu confia que o empreendimento será um divisor de águas e trará um novo paradigma para o desenvolvimento do município, criando um novo eixo de progresso na direção da Rodovia Castello Branco. “Esse projeto inclui também a nova entrada, que já começou, já está desenhada e, a partir de segunda-feira, terá todos os equipamentos e máquinas trabalhando no local. Uma entrada moderna para que outros venham investir em nossa cidade. O shopping é a cereja do bolo. Mais que isso, trará um incremento na arrecadação da nossa cidade, cerca de 10%, o equivalente hoje a R$ 30 milhões, que certamente serão destinados a outros investimentos em saúde, educação, em asfalto”, finalizou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário