Nosso Jornal Online

Tatuí, 

PUBLICIDADE

ANUNCIE AQUI

Peça já seu orçamento
e-mail para publicidade@diariodetatui.com

terça-feira, 7 de junho de 2016

Coluna do COBAT - Conselho de Bairros de Tatuí

Antônio de Pádua Oliveira

Chegamos a meados de 2016, um ano que já está na mira dos pretensos candidatos tatuianos. Já se ouve falar em reuniões de pessoas apoiando este ou aquele suposto candidato a prefeito ou vereador. Partidos já estudam a formação de coligações. Nomes de pré-candidatos a prefeito ou vereador já existem aos montes, todo mundo quer ser vereador. Acredito no entanto que se houvesse um teste de capacidade intelectual para analisar cada candidato, 50% seria reprovado na primeira chamada, isto sem desmerecer alguns que conheci, foram eleitos e infelizmente não demonstraram capacidade alguma para exercer o cargo para o qual foram eleitos.

Tatuí vem de há muito mergulhado num imenso marasmo, num enorme troca-troca visto que nossos políticos são sempre os mesmos. O tatuiano ou tatuiense tem que perceber que está chegada a hora da mudança, a hora da substituição. Nossos políticos que há muito vem exercendo o comando da cidade devem ser depostos uma vez que já tiveram sua oportunidade já sentiram o gostinho de ser eleitos, ainda que por engano,

Precisamos de gente nova, de gente capacitada, pessoas com visão aberta para o futuro, chega de trocarmos seis por meia duzia,  ou seja, sai fulano volta beltrano – às vezes aquele mesmo que está saindo volta, mas ele volta porque infelizmente pessoas capacitadas que poderiam assumir se omitem em candidatar-se, às vezes porque não gostam de política, outras porque não dispõem de capital para levar adiante uma candidatura, outras vezes porque tem medo de envolvimento. 

Infelizmente isto acontece porque a população vota por votar, a própria população é culpada pelo abuso, não percebe que a política tatuiana é idêntica àquela dos velhos coronéis que dirigiam os estados do nordeste controlando sempre as rédeas da politicagem sem colocar seus nomes à mostra. sempre, por de traz dos panos controlando tudo que acontecia. Trocam-se os nomes, o cabresto continua o mesmo.

Tatuí vem de há muito adormecida, e por quê? Porque nossos políticos sempre foram os mesmos. Lembremos de João Lisboa, Junqueira, Wanderley, Véio Quevedo, Gonzaga e agora Manu. Infelizmente alguns já se foram para outras plagas, outros permanecem aqui Se alguém não fizer parte do grupo de elite política de um deles na cidade, independente do partido, uma vez que existem as coligações, se aventurar a disputar um cargo de vereador ou de prefeito, ele será apenas um número a mais na legenda e por mais que trabalhe, por maiores conhecimentos que tenha adquirido na cidade, não será eleito. Pior ainda, se o individuo tiver poucas posses. Comenta-se que segundo a Lei os showmícios serão proibidos, doação de cesta básica, dentadura e outros bichos está proibida. Mas, quem garante, quem fiscaliza? Eleições indicam democracia, mas que tipo de democracia é esta exercida nesta cidade cognominada Ternura ou mesmo Capital da Música, onde nossos políticos são sempre os mesmos durante várias gestões, sem dar direito a novos cidadãos,  fazendo com que a cidade continue parada no tempo, apenas ocupando espaço. Tatuí precisa de cabeças novas na política atual para poder deslanchar, para poder crescer em todos os sentidos. Por que não se fazer um consenso entre os partidos e indicar um nome apenas para prefeito e novos nomes para as vagas de vereador. Chega de repetição, vamos dar lugar a novas cabeças, talvez Tatuí dispare a um quadriênio de progresso. 

06/06/16

Antônio de Pádua Oliveira
RG. 3.081.730-SSP-SP

Nenhum comentário:

Postar um comentário