Nosso Jornal Online

Tatuí, 

PUBLICIDADE

ANUNCIE AQUI

Peça já seu orçamento
e-mail para publicidade@diariodetatui.com

terça-feira, 3 de maio de 2016

Conservatório de Tatuí recebe músicos da Universidade do Arizona

Trombonista Moises Paiwonksy e pianista Elena Miraztchiyska apresentam-se no dia 23 de maio


O Conservatório de Tatuí recebe músicos da Universidade do Arizona para duas atividades gratuitas neste mês de maio. O trombonista Moisés Paiewonsky e a pianista Elena Miraztchiyska participam de masterclass e recital que acontem, respectivamente, nos próximos dias 23 e 24 de maio, no Salão Villa-Lobos (à rua São Bento, 415). No recital, fará participação o trombonista Rafael Marques, ex-aluno do Conservatório de Tatuí. A orientação das atividades é do professor Luciano Vaz.

O recital será realizado a partir das 19h. No repertório, estão obras de Georg Philipp Telemann (“Three Dozen Clavier Fantasias”), Launy Grøndahl (“Concerto for Trombone and Orchestra or Piano”), Lars-Erik Larsson (“Concertino for Trombone, op. 45/7”), Stjepan Sulek (Sonata “Vox Gabrieli”), Eric Ewazen (Sonata for Trombone and Piano) e John Klenner (“Just Friends”). A última obra, cujo título em português significa “Apenas Amigos”, será apresentada em homenagem ao trombonista Alan Palma, falecido no último mês de março. Palma vinha auxiliando na organização do recital desde o início deste ano.

No dia seguinte ao recital, os músicos participam de masterclass, também gratuito. A aula técnica será a partir das 14h, também no Salão Villa-Lobos. Ela é aberta a qualquer interessado, aluno ou não da instituição.

Os músicos

Moisés Paiewonsky obteve seu bacharelado em Educação Musical (Summa Cum Laude) pela Universidade da Flórida e Mestrado em Música Performance pela Universidade de Michigan. Atualmente, ocupa os cargos de Professor de Música (Trombone) e de Diretor Assistente da Universidade do Arizona “Fred Fox School of Music” onde, além de manter uma forte classe de trombone e dirigir o conjunto de trombones, é professor com menção honrosa ensinando música para alguns dos mais talentosos alunos da Universidade do Arizona.

Durante seu tempo como estudante de mestrado na Universidade de Michigan, Moisés teve o privilégio de tocar como trombone solista na Orquestra Sinfônica de Michigan sob direção de Kenneth Kiesler e também na Banda Sinfônica da Universidade de Michiganm sob direção de Michael Hathcock. Foi também chefe de naipe e trombonista de jazz na Jazz Ensemble da Universidade de Michigan sob direção de Ellen Rowe, bem como trombonista de vários grupos de câmara incluindo um grupo de Latin Jazz e 4G: Quarteto de Trombones da Universidade de Michigan (Finalista na competição da ITA na categoria de quarteto de trombones). Como aluno assistente durante seu doutorado em regência na Universidade da Flórida, dirigiu grupos sinfônicos e bandas de concertos; além do grupo de metais, coral de trombones e Jazz Ensemble II da Universidade da Flórida. Também lecionou cursos em métodos de metais, bem como regência para estudantes. Além disso, foi diretor assistente de bandas do colégio “Buchholz” por dois anos. Seus mentores são: David Jackson, Arthur Jennings, David Waybright e Gary Langford.

Desde que chegou à Univerdade do Arizona, tem recebido apoio para convidar, colaborar e tocar ao lado de “lendas” dos instrumentos de metais graves como: Nitzan Haroz, Carol Jantsch, John Marcellus, Craig Mulcahy, David Jackson, Michael Brown, Martin McCain, Trombones de Costa Rica e Joseph Alessi.

Além disso, tem participado de conferências e concursos. Nos anos de 2010 e 2013, conseguiu captar 50 mil dólares, por meio de doações e eventos beneficentes, para levar o grupo “Studio Jazz Ensemble” da Universidade do Arizona em turnê educacional por diversas cidades da China. Devido ao sucesso desse evento e de outras realizações desde que chegou a Tucson, foi recentemente nomeado vencedor do prêmio “Arizona Daily Star’s Annual 40 Under 40”.

O trombonista e professora vem atuando em inúmeras gravações premiadas com grupos da Universidade de Michigan e Universidade da Flórida. Além disso, ele tem grande interesse em compor para grupos de jazz, bem como dirigi-los. Algumas de suas composições e arranjos já foram gravados.

Foi solista da “American Chamber Winds” com a peça “História de um Soldado” e com a orquestra de sopros da Universidade da Flórida intitulada “Stravinsky e Amigos” (Mark Records).

Paiewonsky tem se apresentado com diversas orquestras e/ou com seus membros, incluindo a Filarmônica de Nova Iorque, Orquestra Sinfônica de Chicago, Orquestra da Filadélfia, Orquestra Nacional, Sinfônica de Detroit, Sinfônica de Tucson, Filarmônica de Orlando, Sinfônica de Gainesville, Sinfônica de Plymouth, Bijou e orquestras no estado da Flórida. Ele também tem se apresentado como solista com a Orquestra de Sopros da Universidade da Flórida, Orquestra de Sopros da Universidade do Arizona, Orquestra Dominicana de Vientos – República Dominicana, Orquestra Sinfônica da Universidade de Michigan, Northwest Florida Symphony Orchestra e Orquestra de Câmara de Gainesville.

Vem, ainda, colaborando com vários trombonistas de jazz, tais como: Terry Gibbs, Chris Potter, Bill Watrous, Jimmy Cobb, Wayne Bergeron, Bobby Shew, Butch Miles, John Fedchock, Shelly Berg, David “Fathead“ Newman, Michael Davis, Cab Calloway, Ed Calle, Dave Steinmeyer, Vince DiMartino, Byron Stripling, Matt Niess, Harry Watters, Alex Iles e Jack Wilkins. Tem também trabalhado como músico de jazz/comerciais e trombonista líder em ambos os grupos de metais de natal da Walt Disney World e, em 2004, da “Walt Disney World All-American College Band”. Além disso, foi vencedor e finalista de inúmeras competições, incluindo a Competição Nacional de Trombone (de 2003 a 2005), a Competição Internacional de Quarteto de Trombones (2002), Competição Internacional de Trombone Categoria Solo (2002) e a Competição “Blue Lake Fine Arts Camp”.

Como educador, atua nos Estados Unidos e em vários outros países como Itália, Áustria, Brasil, Grécia, Singapura, México, China e no Conservatório Nacional de Música na República Dominicana. Foi, também, editor de notícias na Associação Internacional de Trombones (ITA), dirigindo as colunas de notícias do site da organização e também da revista trimestral. Atualmente, é Presidente da Associação Federal de Músicos de Tucson e atua em várias outras instituições de ensino.

Elena Miraztchiyska

A pianista búlgara Elena Miraztchiyska completou seu bacharel em música pela Universidade de Nevada em Las Vegas (USA), sob a tutela do pianista ucraniano Dr. Mykola Suk, e seu Mestrado em Música pela “Yale School of Music”, sob orientação dos professores Claude Frank e Boris Berman. Desde 2010, divide seu tempo se apresentando em recitais, lecionando piano e colaborando como pianista freelancer.

Estreou como solista frente à Orquestra de Câmara Búlgara, no seu país de origem, aos 12 anos de idade e, desde então, se apresentou como solista em concertos com a Filarmônica de Varna, Orquestra Estadual de Sofia, Sinfônica do Arizona e com a Orquestra Sinfônica e de Câmara da “UNLV”. Atua em recitais na Bulgária, Polônia, Japão e em diversas cidades nos Estados Unidos.

É vencedora de numerosas competições nacionais e internacionais. No ano de 2007, venceu o Grande Prêmio do Concurso Nacional MTNA “Jovem Artista” em Toronto (Canadá) e recebeu um grand piano da marca Steinway Modelo M. Como participante de inúmeros festivais de verão, atua com renomados artistas, como Emanuel Ax, Michel Beroff, Emanuel Krasovsky, Boris Bloch, Ursula Oppens, e Mykola Suk. Recentemente, também se apresentou como pianista colaboradora acompanhando o trombonista baixo solista da Orquestra Sinfônica de Boston, James Markey, e com o principal fagotista da Orquestra Sinfônica de Detroit, Robert Williams.

É a principal organista da Igreja Católica de São Francisco de Sales em Tucson-AZ e também professora de primeiro grau na escola de ensino fundamental “Charles Dietz”, utilizando o programa OMA (Opening Minds Through Music).

Sobre o Conservatório de Tatuí – O Conservatório Dramático e Musical Dr. Carlos de Campos de Tatuí é uma instituição do Governo do Estado de São Paulo e Secretaria da Cultura do Estado administrado pela Associação de Amigos do Conservatório de Tatuí. Fundado em 1951, é uma das mais importantes ações na área de cultura no país. Oferece formação profissional em música, luteria e artes cênicas. Sua única extensão fora do município de origem é o Polo do Conservatório de Tatuí em São José do Rio Pardo.

Apoio Cultural – No ano de 2016, o Conservatório de Tatuí orgulha-se em receber apoio cultural da Coop e CCR SPVias.

SERVIÇO
Recital de Trombone e Piano
Moisés Paiewonsky (Universidade do Arizona – USA) e Rafael Marques, trombone
Elena Miraztchiyska, piano (USA)
Luciano Vaz, professor responsável
Quando: Segunda-feira, 23 de Maio de 2016
Horário: 19h00

Masterclass de Trombone
Moisés Paiewonsky, trombone (Universidade do Arizona – USA)
Luciano Vaz, professor responsável
Quando: Terça-feira, 24 de Maio de 2016
Horário: 14h00

Onde: Salão Villa-Lobos – Rua São Bento, 415
Entrada franca

Nenhum comentário:

Postar um comentário