Nosso Jornal Online

Tatuí, 

PUBLICIDADE

ANUNCIE AQUI

Peça já seu orçamento
e-mail para publicidade@diariodetatui.com

segunda-feira, 25 de abril de 2016

Dante Ozzetti, Patrícia Bastos e Paulinho Bastos em show de Marabaixo no Conservatório de Tatuí

Artistas coordenam oficina técnica e show sobre manifestação musical folclórica do Amapá


O Conservatório de Tatuí sedia oficina técnica e show de Marabaixo neste mês de maio. As atividades serão coordenadas por Dante Ozzetti, Patrícia Bastos e Paulinho Bastos, este último, integrante do grupo Banzeiro do Brilho de Fogo do Amapá. A direção e os arranjos são de Paulo Flores.

Associado às festividades de devoção a santos católicos, o Marabaixo, manifestação que congrega dança, música e canto, é, na atualidade, relacionado à identidade social do estado do Amapá. No Conservatório de Tatuí, a manifestação folclórica será tema de duas atividades: uma oficina técnica com intervenção musical (na segunda-feira, 30, às 14h) e um show especial (na terça-feira, 31, às 20h). A oficina será gratuita e acontecerá no Salão Villa-Lobos (à rua São Bento, 415).

O show, que contará com atuação dos alunos participantes da oficina, terá ingressos vendidos a R$ 12 (R$ 6 meia entrada) e acontece no teatro Procópio Ferreira, no mesmo endereço. Os artistas participarão de ambas as atividades. No show, serão apresentadas, entre outras, obras como Mei Mei (Val Milhomem e J. Gomes), Demônio de Batom (Dante Ozzetti e J. Gomes), Jeito Tucuju (Val Milhomem e J. Gomes) e Último Chá (Paulinho Bastos).

O marabaixo é uma festividade folclórica de origem africana, realizada pelas comunidades negras do estado do Amapá. Consiste em homenagear o Divino Espírito Santo e a Santíssima Trindade com missas, novenas, ladainhas (parte sagrada dos festejos) e danças de roda (parte profana dos festejos) puxada pela batida de tambores chamados de “caixas de marabaixo”.

Em Tatuí, a ação será liderada por Paulinho Bastos, integrante do grupo Banzeiro do Brilho-de-Fogo, que visa a incentivar a eternidade dos costumes amapaenses. O grupo realiza oficinas, seguidas de ensaios e culminando com um grande cortejo pelas ruas. O projeto Banzeiro iniciou em 2014, com as oficinas de percussão no quilombo do Curiaú, e as itinerantes, em praças, associações, faculdades e escolas do centro e periferia de Macapá, orientadas por instrutores com conhecimento musical. Também foram oferecidas oficinas de confecção de tambores e produção de adereços, abertos para a população.

O projeto é coordenado pelos músicos Adelson Preto, Paulinho Bastos e Alan Gomes. Com aceitação da população e adesão de músicos e outros artistas, o Banzeiro é reconhecido como a primeira orquestra de percussão do Amapá formada por pessoas de todas as faixas etárias, que através da música e arte, aprendem a importância da valorização das tradições regionais, impressas em canções e dança. “Tiramos o marabaixo e batuque dos barracões e levamos para outros espaços públicos, onde os alunos aprenderam a tirar o som das caixas, e se arrumar com flores, chapéus de palha, saia rodada e outros adereços da nossa cultura”, explica Paulinho Bastos.

Já a participação de Dante Ozzetti, cantor e compositor reconhecido nacionalmente, no trabalho é um reflexo de seu mais novo disco, “Amazônia Órbita”, em processo de finalização para ser lançado em agosto. O trabalho faz uma abordagem delicada de dez ritmos locais raros, muitos completamente desconhecidos em outras regiões. Dante jamais havia pisado na Região Norte do País antes de ter contato com cantora amapaense Patrícia Bastos. Acabou colaborando, em parceria com Joãozinho Gomes, com a canção Demônio de Batom, em ritmo de marabaixo (tradicional de Macapá), para o disco Eu Sou Caboca, que Patrícia lançou em 2010.

As viagens de Dante ao Amapá começaram a ficar frequentes, e uma apropriação de linguagens começou a se dar de forma natural. Em Tatuí, parte desse processo será apresentado aos alunos da oficina e ao público do show.

O show contará também com participação da própria Patrícia Bastos, cantora que venceu, com o álbum “Zulusa”, o 25º Prêmio da Música Brasileira como melhor disco regional e cantora regional.

Sobre o Conservatório de Tatuí – O Conservatório Dramático e Musical Dr. Carlos de Campos de Tatuí é uma instituição do Governo do Estado de São Paulo e Secretaria da Cultura do Estado administrado pela Associação de Amigos do Conservatório de Tatuí. Fundado em 1951, é uma das mais importantes ações na área de cultura no país. Oferece formação profissional em música, luteria e artes cênicas. Sua única extensão fora do município de origem é o Polo do Conservatório de Tatuí em São José do Rio Pardo.

Apoio Cultural – No ano de 2016, o Conservatório de Tatuí orgulha-se em receber apoio cultural da Coop e CCR SPVias.

SERVIÇO
Oficina e intervenção musical de Marabaixo
Paulinho Bastos (Grupo Banzeiro do Brilho de Fogo do Amapá)
Patrícia Bastos e Dante Ozzetti, participações especiais
Quando: Segunda-feira, 30 de Maio de 2016
Horário: 14h00
Onde: Salão Villa-Lobos – Rua São Bento, 415
Grátis!

Show com Paulinho Bastos (Grupo Banzeiro do Brilho de Fogo do Amapá)
Patrícia Bastos e Dante Ozzetti, participações especiais
Paulo Flores, direção e arranjos
Quando: Terça-feira, 31 de Maio de 2016
Horário: 20h00
Onde: Teatro Procópio Ferreira – Rua São Bento, 415
Ingressos: R$ 12 (R$ 6 meia entrada)

Nenhum comentário:

Postar um comentário