Nosso Jornal Online

Tatuí, 

PUBLICIDADE

ANUNCIE AQUI

Peça já seu orçamento
e-mail para publicidade@diariodetatui.com

terça-feira, 5 de abril de 2016

Baterista Tito Oliveira ministra workshop gratuito no Conservatório de Tatuí

Aula técnica será no próximo dia 26 de abril, a partir das 20h, no teatro Procópio Ferreira



O baterista Tito Oliveira ministra no Conservatório de Tatuí workshop gratuito sobre ritmos afro-brasileiros na bateria. A aula técnica, aberta a qualquer interessado (aluno ou não da instituição) será no dia 26 de abril, terça-feira, a partir das 20h, no teatro Procópio Ferreira, à rua São Bento, 415.

O bateria Tito Oliveira é autodidata e lançou, em 2014, o livro “Ritmos afro-brasileiros na bateria”. Desde então, está em turnê pelo Brasil. No livro, com suas transcrições claras e precisas, encontram-se recursos úteis para compositores, intérpretes, instrumentistas, arranjadores e produtores do cenário musical. O livro se divide em quatro partes, nas quais estão alguns dos ritmos do universo afro-baiano: Vassi (em 12/8 e 9/8), Ijexá (em 4/4 e 7/8), Aguerê (em 4/4 e 5/4) e Sambas – sendo que o Samba está dividido em Kabila, Samba-de-roda e Samba Reggae. Foram enfatizados os exemplos em diferentes seções para maior compreensão da clave de cada ritmo proposto no livro, com adaptações da percussão para a bateria.

O workshop assume o papel de difundir e fortalecer a música de matriz africana produzida localmente, permitindo aos participantes momentos de discussão, trocas e busca por novas experiências. Tem a duração de 1h30, numa aula ministrada de forma totalmente interativa, nas quais participantes são convidados a experimentar, e conhecer o conteúdo através dos instrumentos como: atabaques, agogô e bateria.

Tito Oliveira – Filho de músico, teve como inspiração a figura de seu pai, saxofonista e fundador da Banda Oliveira, uma das mais importantes bandas de bailes da Bahia. Aos 13 anos, Tito começou a tocar bateria e com 15 ingressou na banda da família.

Autoditada e com experiência prática, Tito participou de diversas gravações de CDs de artistas renomados, entre eles Carlinhos Brown, Sarajane, Margareth Menezes, Aline Calixto, Magary Lord, Jauperi, Gerônimo, Peu Meurray, Lazzo Matumbi, Mateus Vonkruger, Linda Kremer e outros. Também gravou e participou de alguns arranjos coletivos do CD infantil Casa Amarela, projeto desenvolvido pelos artistas Ivete Sangalo e Saulo Fernandes, além de gravar faixas do Projeto Tamar 2011, com participação de Margareth Menezes, Lenine e Tunai. Já acompanhou artistas como Daniela Mercury, João Donato, Elba Ramalho, Carlinhos Brown, Flávio Venturini, Orlando Costa, Peu Meurray, Luciano Calazans, Gerônimo, Lazzo Matumbi e outros. Em 2010, participou do Concerto e DVD Mãe D’Água produzido pela Fundação Palmares, acompanhando as Setes Divas Negras: Alaíde Costa, Daúde, Luciana Mello, Paula Lima, Margareth Menezes e Rosa Colin, sob a regência do maestro Ângelo Rafael Fonseca. Foi convidado para acompanhar as cantoras Daniela Mercury, Roberta Sá, Margareth Menezes e Paula Lima no projeto chamado Mulheres do Brasil Cantam Chico, entoando exclusivamente canções de Chico Buarque (2011). Em 2012, acompanhou vários artistas como Nasi, Luiz Caldas, Léo Maia, Paulo Miklos, Toni Garrido, Targino Godim e outros no show em Comemoração ao Dia Mundial de Luta contra AIDS.

Participou da banda base do Festival Black2Black 2013 (Rio de Janeiro) acompanhando vários artistas africanos e artistas nacionais como Gilberto Gil e Alcione. Criou e coordenou juntamente com seu parceiro Gerson Silva o Projeto Segunda é do Músico (2010), participou do curso sobre O Universo Percussivo Baiano (na sua transmissão para instrumentos de base) ministrado pelo Maestro, professor e pesquisador Letieres Leite (2012). Acompanhou o artista Carlinhos Brown em várias turnês de 2011 a 2015.

Atualmente, participa do grupo instrumental Letieres Leite e Quinteto e tem realizado workshops de bateria pelo Brasil , Europa e EUA. Em dezembro de 2014, lançou o livro Ritmos Afro–brasileiros na bateria e o CD de músicas instrumentais com o título Magiô.

Sobre o Conservatório de Tatuí – O Conservatório Dramático e Musical Dr. Carlos de Campos de Tatuí é uma instituição do Governo do Estado de São Paulo e Secretaria da Cultura do Estado administrado pela Associação de Amigos do Conservatório de Tatuí. Fundado em 1951, é uma das mais importantes ações na área de cultura no país. Oferece formação profissional em música, luteria e artes cênicas. Sua única extensão fora do município de origem é o Polo do Conservatório de Tatuí em São José do Rio Pardo.

Apoio Cultural – No ano de 2016, o Conservatório de Tatuí orgulha-se em receber apoio cultural da Coop e CCR SPVias.

SERVIÇO
Workshop Ritmos Afro-brasileiros na Bateria – Tito Oliveira
Quando: Terça-feira, 26 de Abril de 2016
Horário: 20h00
Onde: Teatro Procópio Ferreira – Rua São Bento, 415
Grátis!

Nenhum comentário:

Postar um comentário