Nosso Jornal Online

Tatuí, 

PUBLICIDADE

ANUNCIE AQUI

Peça já seu orçamento
e-mail para publicidade@diariodetatui.com

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

PREFEITURA DE TATUÍ REALIZARÁ LIMPEZA NAS MARGENS DO RIBEIRÃO DO MANDUCA

Ação tem como meta exterminar caramujos africanos e criadouros do mosquito da dengue

A Prefeitura de Tatuí planeja para os próximos dias uma ação integrada de limpeza das margens do Ribeirão do Manduca. O período de chuva facilita o crescimento do mato nas encostas e, infelizmente, algumas pessoas ainda insistem em depositar lixo no local. Entre as melhorias previstas estão capinação, poda, coleta de resíduos e lixo, nos oito quilômetros do trecho urbano do ribeirão.

O trabalho estará a cargo da Secretaria de Infraestrutura, Meio Ambiente e Agricultura, mas a ação terá a participação também da Secretaria de Saúde, através dos setores de zoonoses e combate à dengue. A mobilização foi tema de uma reunião realizada na semana passada, com a presença de integrantes da Superintendência de Controle de Endemias - SUCEM, de Sorocaba. O foco é exterminar possíveis criadouros do mosquito da dengue e também dos caramujos africanos que se proliferam nessa época do ano devido ao excesso de umidade causado pelas chuvas. Esse tipo de molusco pode estar infectado com o verme Angiostrongyluscantonensis, que em humanos pode causar doenças como meningite e infecção intestinal.“Após a morte, o caramujo pode se transformar em um foco do mosquito Aedes aegypti já que a concha pode servir de criadouros para o mosquito que como todos sabem além da dengue transmitem outras doenças igualmente importantes, como o zika vírus e a febre chikungunya”, explica a gestora municipal de Saúde, Sandra Santos.

O secretário de Infraestrutura, Meio Ambiente e Agricultura, Vicente Menezes, disse que a ação será prioritária e realizada ainda este mês. “Já está no planejamento da nossa secretaria. Tivemos que remanejar algumas ações devido à gravidade da chuva e os inúmeros estragos causados nesta madrugada. Assim que a situação for normalizada, iniciaremos esse trabalho que é muito importante. Pedimos que a população colabore e não volte a jogar lixo no local. Parte dos alagamentos, se deve justamente ao lixo e outros objetos que são descartados em locais irregulares. Esse lixo acaba indo para os rios, para os bueiros, bocas de lobo e geram sérios problemas ambientais, além das enchentes que danificam a cidade e colocam em risco a vida das próprias pessoas”, finalizou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário