Nosso Jornal Online

Tatuí,  

PUBLICIDADE

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

SAMU deve ganhar ponto de apoio no município para agilizar atendimento


O prefeito Luiz Gonzaga Vieira de Camargo convocou uma reunião para discutir o atendimento do SAMU 192 (Serviço de Atendimento Móvel de Emergência) no município de Tatuí, a partir de reclamações geradas por alguns munícipes e um questionamento da Câmara Municipal, formalizado pelo vereador Fábio Menezes, na sessão legislativa do último dia 7 de fevereiro. O ponto central das reclamações é o extenso protocolo e os questionamentos realizados no atendimento das chamadas de urgência, o que está trazendo insatisfação aos usuários.

Participaram da reunião, na terça-feira, dia 14, na sede do Corpo de Bombeiros de Tatuí, o prefeito Luiz Gonzaga Vieira de Camargo e a secretária da Saúde, Kátia de Campos Abuchaim, as equipes diretoras do SAMU de Tatuí e Itapetininga (onde as chamadas do 192 são atendidas), o vereador Wladmir Saporito (presidente da Câmara Municipal), o Capitão Miguel Ângelo de Campos (comandante dos bombeiros na região de Tatuí) e o Tenente Paulo Vinícius dos Reis (comandante do Posto de Bombeiros de Tatuí).

O prefeito Gonzaga colocou vários casos de pessoas que precisaram do SAMU 192 nos últimos dias e sofreram com o excesso de perguntas e questionamentos por parte dos atendentes do serviço de emergência. Para resolver o problema, ficou acertado que uma “unidade de apoio” irá funcionar em Tatuí, para ajudar o SAMU 192 a agilizar o atendimento. Ficou decidido também que esta unidade de apoio se comunicará com o atendimento de Itapetininga via Skype (serviço de internet) e rádio-comunicador. Tudo isso para localizar mais rápido o local do registro da ocorrência e desburocratizar o atendimento.

“Convocamos a reunião para agilizar o atendimento nos casos de Tatuí atendidos pelo SAMU 192. O serviço é bem realizado, os profissionais são competentes, mas existe esta falha no atendimento das chamadas, o que não pode mais ocorrer”, destacou o chefe do Poder Executivo.

Adequações técnicas (rádios e internet rápida) serão feitas nos próximos dias para melhorar o atendimento. O ponto de apoio funcionará na sede do Corpo de Bombeiros e a ideia é que ele esteja disponível antes mesmo do carnaval.

A equipe do SAMU 192 de Itapetininga destacou que todas as ligações são gravadas e eles são supervisionados pelo Ministério da Saúde. Relataram também que todos os últimos registros em Tatuí, mesmo os dos pacientes considerados graves, foram realizados no tempo recomendado pelo Ministério da Saúde. Porém, para atender a solicitação local, concordaram com as mudanças propostas pelo chefe do Poder Executivo.

Como funciona o SAMU - Atualmente, apenas nos municípios de Tatuí e Itapetininga, são registrados mensalmente algo em torno de 1.100 ocorrências do SAMU 192. Cerca de 450 a 500 destes registros mensais são de Tatuí.

O serviço regional SAMU 192 atende a oito municípios da região: Tatuí, Itapetininga, Quadra, Guareí, Alambari, Sarapuí, Angatuba e Campina do Monte Alegre. A Central de Atendimento - 192 - é em Itapetininga e é dali, com a orientação de um médico supervisor, que as ambulâncias são acionadas.

Os municípios de Quadra, Guareí, Alambari, Sarapuí e Angatuba possuem uma unidade básica do SAMU, que são acionadas pela Central de Atendimento quando necessário. O veículo de Angatuba atende também Campina do Monte Alegre, quando solicitado. Tatuí possui uma unidade básica e uma unidade de UTI. Itapetininga possui duas unidades básicas e uma UTI.

O gasto mensal do município de Tatuí com o serviço regional SAMU 192 é de aproximadamente R$ 180 mil.

DIÁRIO DE TATUÍ EM PRIMEIRO LUGAR

Nenhum comentário:

Postar um comentário